Política

Partido de Fraxe contrata advogados para recorrer ao STF sobre eleições indiretas no AM

Partido do presidente da Aleam contratou advogados que vão ao STF – Foto: divulgação/Aleam

Um comunicado à imprensa, divulgado na noite deste domingo (4), deixou claro que o Partido Trabalhista Nacional (PTN) contratou um escritório jurídico para ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) recorrer da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que manteve a eleição direita para o pleito suplementar de agosto no Amazonas.

Os advogados  Allan Picanço e Carlos Barretto vão representar o partido do presidente da Assembléia Legislativa do Amazonas (Aleam), Abdala Fraxe (PTN), que perdeu no TSE o pleito de realizar eleição suplementar indireta, ou

Coletiva de imprensa será no escritório jurídico contratado, em Adrianópolis

seja, pela escolha dos deputados estaduais, como queriam alguns parlamentares.

Nesta segunda-feira (5), às 10h30, no escritório jurídico “Almeida e Barreto”, no edifício Cristal Tower Office, na avenida Humberto Calderaro Filho, na Zona Centro-Sul da cidade, os advogados irão explicar aos jornalistas como será esse novo recurso, o tempo que deve levar para entrar na pauta de julgamento da Corte, se o pedido será feito em caráter de urgência, entre outras questões.

Os advogados contratados pelo PTN prometem falar também sobre como o Poder Legislativa Estadual vai proceder caso o STF aceite o novo pedido para eleição suplementar indireta no Amazonas.

Com informações da assessoria

EM TEMPO

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir