País

Participantes do Enem terão aplicativo com informações do exame

Os 8.627.194 inscritos para participar do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2016 terão uma nova ferramenta para acompanhar as informações sobre as etapas do exame, que acontece nos dias 5 e 6 de novembro em todo o país.

Desenvolvido pelo MEC (Ministério da Educação), em parceria com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), o aplicativo disponibiliza dados como situação da inscrição, cronograma, locais de provas, cartão de confirmação, gabaritos e resultados das provas.

Por segurança, segundo o MEC, o aplicativo deve ser baixado direto da loja de aplicativos do celular: Google Play (no Android), App Store (no iOS) e Windows Store (para Windows Phone). Desde as 10h desta quarta-feira (1°) o aplicativo já estava disponível para download. O ministério pede ainda que o participante confirme se o nome do desenvolvedor da ferramenta é o do Inep.

Após a instalação, é necessário que o estudante insira o login e a senha cadastrados no sistema de inscrição do Enem. O aplicativo possui a função alerta, que permite ao usuário selecionar quais informações ele deseja ser notificado quando forem atualizadas dentro do cronograma.

É possível também fazer check list das ações já concluídas durante as etapas do exame, e o que continua pendente. No mural de avisos, o participante acessa os avisos e comunicados oficiais enviados pelo Inep.

O Enem é adotado como vestibular para praticamente todas as universidades federais do país. A nota do exame é usada no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que oferece vagas em instituições públicas, no Prouni (Programa Universidade para Todos), na obtenção de benefício do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e na participação do programa Ciência sem Fronteiras ou para ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sisutec (Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica)

Incritos
Na edição deste ano, o MEC informou que houve quase um milhão de inscritos a mais do que a de 2015 (7.746.057). Para o ministro Mendonça Filho, os números mostram uma consolidação positiva. “Neste ano enfatizaremos transparência e segurança. Todo esforço para que a gente possa ter um Enem com sucesso será empreendido”, ressaltou.

Para a presidente do Inep, Maria Inês Fini, a evolução das inscrições mostra que o crescimento está equivalente à edição de 2015. “Por Estado, a distribuição foi equilibrada. Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro foram os que cresceram menos e ainda assim superam o número de inscrições confirmadas em relação ao ano anterior.”

Provas
Dividido em duas etapas, o exame será aplicado nos dias 5 e 6 de novembro. São quatro provas objetivas, com 45 questões cada, e uma redação. No primeiro dia, o exame terá duração de quatro horas e meia e contemplará as disciplinas de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia) e ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia).

Já o segundo dia, com duração de cinco horas e meia, será dedicado a linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), redação e matemática e suas tecnologias. Nas duas datas, os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário de Brasília). O exame começar às 13h30.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir