País

Parecer do Estatuto do Desarmamento libera porte de arma para diversas categoria

O parecer do relator, deputado Laudívio Carvalho (PMDB-MG), ao projeto de lei que cria o Estatuto de Controle de Armas de Fogo, apresentado hoje (10) à comissão especial que analisa a matéria, propõe a liberação do porte de arma de fogo para diversas autoridades e categorias profissionais, entre elas deputados, senadores, agentes de trânsito, aposentados das polícias e das Forças Armadas e servidores do Poder Judiciário. 

A votação da proposta, que tem por objetivo alterar o Estatuto do Desarmamento, deverá ocorrer na próxima semana, uma vez que um pedido de vista coletivo adiou a discussão e votação do parecer do relator. “Em uma posição equilibrada, respeitando os direitos e a autonomia do indivíduo e a segurança da sociedade, o texto apresentado não desarma o cidadão, mas estabelece requisitos objetivos de controle para a aquisição de armas de fogo e para a concessão do porte”, disse Laudívio.

O texto propõe aumentar o prazo de validade do porte de armas de cinco anos para dez anos e  tornar definitivo a concessão de registro de armas de fogo, que hoje é de três anos.

O parecer do relator desagradou a vários parlamentares, entre eles o deputado Ivan Valente (PSOL-SP), que é contrário à matéria. “Flexibilizar o Estatuto do Desarmamento é uma forma de dizer que nós queremos uma guerra na sociedade civil. É algo pressionado pela indústria de armamento nacional, evidentemente. É uma violação da cultura da paz”, disse.

 

Por Agência Brasil

5 Comments

5 Comments

  1. Gerson

    7 de julho de 2016 at 22:24

    Pra vigilante que é bom nada.

  2. Diogo

    9 de junho de 2016 at 17:27

    Complicado o vigilante pode trabalhar armado , e se for pra casa armado , e preso por porte ilegal de arma, história sem pé e sem cabeça não tem explicação pra isso pra fazer a segurança das outras pessoas pode pra pra segurança da família do Vig e pra si mesmo não pode, como explicar uma coisa dessa? 😒

  3. Alex

    25 de maio de 2016 at 18:58

    Boa noite gostaria de informar que sou vigilante trabalho armado em banco sofro ameaças todos os dias dos clientes hoje nos não sabemos quem e quem são tantas pessoas que entra e sai do banco e infelizmente nos vigilante não podemos obter o porte de arma para nos defender quando sairmos do nosso trabalho tudo isso por causa do estatuto do desarmamento que hoje o cidadão de bem esta desarmado sem poder se defender e os bandidos estão fortemente armados e os políticos não fazem nada para mudar esta situação hoje nos estamos vivendo numa guerra sem segurança e sem apoio moral e político o Brasil tem que pensar grande como os países da Europa e o estado unidos

  4. edmar monteiro

    22 de maio de 2016 at 20:22

    Pra que liberar um porte para um Deputado ou mesmo Senador, se os mesmo tem seguranças de tempo integral? O vigilante que faz a proteção de muitas autoridades sim, precisam.

  5. alexandre domingues dos santos

    15 de maio de 2016 at 19:59

    sou a favo de libera o poerte de arma para vigilante. trabalhamos armado e vamos para casa desarmado porque a porcaria da lei nao permite que um vigilante tenha porte de arma nao permite q o vigilante. se defende e so no brasil mesmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir