Esportes

Paraquedista amazonense é  um dos maiores destaques do Brasil

Stanley bateu vários recordes de saltos de paraquedas no Brasil - foto: Diego Janatã

Stanley bateu vários recordes de saltos de paraquedas no Brasil – foto: Diego Janatã

A paixão de Stanley William pelo paraquedismo não vem de hoje. Desde criança, ele sempre assistia aos saltos de paraquedas na varanda de sua casa, que ficava próximo ao aeroclube de Manaus. O primeiro contato de Stanley com o esporte radical aconteceu de uma forma inusitada, quando dois paraquedistas realizaram um pouso de emergência em um campinho onde sempre brincava com seus amigos.

“Na época, eu jamais poderia imaginar que um paraquedista pousaria no local que eu sempre brincava com os meus amigos. E vimos eles pousando, corremos para nos aproximar deles e, nesse dia, pude tocar, pela primeira vez, em um paraquedas”, lembra Stanley, que, após o episódio, se encantou ainda mais com o esporte e passou a frequentar todos os dias o aeroclube, para apreciar os saltos.

Dez anos depois, o sonho de menino foi além e, com apenas 17 anos de idade e dois no paraquedismo, o amazonense se tornou o paraquedista mais jovem do país, conquistando inúmeros recordes antes mesmo de atingir a maior idade.

“Esta conquista veio após minha participação no recorde brasileiro em quantidade de velames (paraquedas) abertos, onde 588 paraquedistas voavam em comemoração aos 500 anos do Brasil, em 2000”, declara o atleta que, na época, também quebrou recorde ao sobrevoar as fronteiras do Brasil, Bolívia e Peru utilizando uma roupa específica para voos, chamada de Wingsuit.

Atualmente, Stanley William está com 39 anos e é um dos principais nomes do paraquedismo do norte do país e um dos poucos a ter no currículo as modalidades Swoop, Wingsuit, Big Way e Base Jump.

O talento é tanto que teve que ser repassado para outros atletas e, para isso, ele também dá instruções em sua escola de paraquedismo, conhecida como Skydive Manaus, onde, ao lado da esposa Patrícia Elleres, trabalha na formação de novos atletas do esporte radical. Ela cuida da parte administrativa com agendamentos de horários e serviços de atendimentos aos alunos. Enquanto ele dá instruções de paraquedismo e também atua como instrutor de saltos duplos (tandem).

Apoio

A rotina entre as aulas de paraquedismo e a dedicação para se manter como um atleta de ponta contam com o apoio da família que sempre está junto de Stanley nos momentos difíceis e felizes.

“Sou muito grato a eles e me sinto um sortudo por tê-los sempre perto de mim, seja no trabalho ou após a realização de cada salto, onde sempre sou recebido com muita alegria por eles”, disse Stanley ao comentar da esposa e do filho.

Por Wal Lima

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir