Economia

Paralisação na receita ameaça produção da Ambev em Manaus

Segundo funcionários da Ambev, com falta de insumos,produção está parcialmente parada em sua unidade Manaus

Segundo funcionários da Ambev, com falta de insumos,produção está parcialmente parada em sua unidade Manaus

A produção da filial da Companhia de Bebidas das Américas (Ambev), em Manaus, está ameaçada em virtude da paralisação dos auditores fiscais da Receita Federal do Amazonas. Um dos fatores que agrava o problema é a retenção da resina que é usada na fabricação das tampas de plásticos. O produto está no porto Chibatão há três semanas, sem previsão de ser liberado pela Receita.

Segundo informações de funcionários da empresa que preferiram não se identificar, com a falta de material para finalizar a produção que está parcialmente parada em algumas capitais do país, inclusive no Amazonas, a empresa será forçada a reduzir o quadro de funcionários em breve.

No último dia 18, auditores fiscais da Receita Federal, no Amazonas, aderiram à manifestação nacional da categoria deflagrada para alinhar algumas reivindicações.

Na ocasião, foi dito que a sociedade não seria afetada com a manifestação, uma vez que o propósito do ato era apenas discutir internamente as demandas. O presidente da Delegacia Sindical do Amazonas, José Jeferson Almeida, afirmou que nenhum dos serviços externos da Receita seria paralisado. “Os serviços no porto e no aeroporto continuarão normalmente. A paralisação é internamente. Talvez, ocorram atrasos, mas não acreditamos. Não há indicativo de greve. Acontece que, às vezes, uma palavra é mal interpretada”, disse.

Entre os pontos analisados para serem negociados com o governo federal estão o reajuste salarial de 35% para o teto e 55%, revisão do regimento interno, porte de arma e a distribuição de competências.

por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir