Dia a dia

Paralisação ilegal deixa 50 mil sem ônibus, em Manaus

Os funcionários alegaram que não receberam o adiantamento salarial, que deveria ter sido pago na última sexta-feira - foto: leitor EM TEMPO Online

Os funcionários alegaram que não receberam o adiantamento salarial, que deveria ter sido pago na última sexta-feira – foto: leitor EM TEMPO Online

Uma greve ilegal de motoristas e cobradores das empresas de transporte público de passageiros Viação São Pedro e Vega Transportes, na madrugada desta segunda-feira (23), deixou aproximadamente 50 mil usuários sem o serviço, em Manaus, informou o Sindicato das Empresas de Transporte do Estado do Amazonas (Sinetram).

Os funcionários alegaram que não receberam o adiantamento salarial, que deveria ter sido pago na última sexta-feira (20), feriado estadual do Dia da Consciência Negra. O informou que o pagamento leva em conta o dia útil e que até o final da tarde de hoje será realizado.

Ainda conforme o Sinetram, a paralisação começou às 4h, mas os serviços foram normalizados às 6h. Conforme a entidade, em princípio os grevistas não receberão nenhuma punição e as empresas decidirão sobre o desconto, ou não, das horas paradas na folha de pagamento dos funcionários.

Por Conceição Melquíades

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir