Política

Para Lula, governo enfrenta ‘massacre da imprensa conservadora’

Avaliando a conjuntura política do país, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o governo não enfrenta “partidos de oposição comuns”, mas “um massacre de uma imprensa conservadora”.


“Parece-me que a imprensa não concorda com a evolução e as conquistas do povo mais pobre deste país. Não concordam com o pobre nas universidades e com programas que elevaram a qualidade de vida das pessoas, como o Minha Casa Minha Vida. Tem gente que se incomoda com os pobres quando eles têm ascensão”, afirmou Lula numa entrevista concedida após almoço com bancada da do PC do B na Câmara nesta quinta-feira (29).

O ex-presidente foi recebido por parlamentares do partido -aliado histórico do PT- em comemoração ao seu aniversário de 70 anos -idade que completou na terça.

Lula disse que o governo vai superar o momento frágil, que Dilma voltará a “crescer” e que “aqueles que não gostam de nós vão ter que conviver a partir de 2018 por mais quatro anos dos partidos democráticos e populares na governança desse país”.

O petista afirmou ainda que a gestão de Dilma Rousseff acertou na articulação política, enfatizando que a ida de Jaques Wagner para a Casa Civil deu um “alento muito grande para o governo”.

O ex-presidente elogiou a parceria de longa data com o PC do B.

“Se tem uma coisa que eu não posso reclamar nesses últimos 40 anos é da relação com o PC do B, que tem sido extraordinária”, disse, minimizando eventuais divergências entre as duas legendas.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir