Mundo

Para deputada venezuelana, senadores queriam ‘chantagear’ Justiça do país

A segunda vice-presidente do Parlamento da Venezuela, Tania Díaz, disse nesta sexta-feira (19) que os senadores brasileiros que viajaram ao país na quinta tinham como objetivo chantagear a Justiça venezuelana, “torpedear” as relações bilaterais e obter críticas do Mercosul.

“Há uma má conduta desses grupos políticos, que vieram aqui não só para chantagear e entorpecer a ação da Justiça venezuelana, mas também para torpedear as boas relações entre a Venezuela e o Brasil”, disse a deputada ao canal da Assembleia Nacional.

Díaz criticou o fato de os senadores e os opositores que os receberam no aeroporto terem dito que não se poderia chegar a Caracas devido a “obstáculos criados pelo governo” na estrada que liga o terminal à capital.

“A situação de ontem foi devidamente explicada. Houve um acidente de trânsito (…) Que argumento ridículo é este de dizer que não poderiam entrar no país porque aqui é uma ditadura. Eles estavam sendo acompanhados pela Polícia Nacional”, afirmou Díaz.

Ele disse que os deputados chavistas respeitam a condição dos senadores brasileiros e o povo e o governo do Brasil, mas exigem que seja respeitado o Poder Judiciário de seu país, que está agindo da maneira devida para punir quem esteja envolvido na morte de venezuelanos.

Ela se referia às mortes ocorridas durante a onda de protestos contra o governo que ocorreu no ano passado.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir