Mundo

Papa Francisco destitui bispo acusado de proteger padre suspeito de pedofilia

O papa Francisco destituiu nesta quinta-feira (25) um bispo paraguaio acusado de proteger um padre suspeito de pedofilia, considerando a demissão uma decisão “dolorosa” tomada por “sérias razões pastorais”.

Em comunicado divulgado nesta quinta, o Vaticano afirma que a demissão do bispo de Ciudad del Este, Rogelio Livieres Plano, acontece na sequência da visita de uma delegação da Santa Igreja ao Paraguai para investigar um caso que levou à troca de acusações públicas entre líderes do clero do país vizinho.

O bispo Livieres foi publicamente atacado por colegas no Paraguai por promover e defender um padre argentino que tinha sido acusado de abuso sexual.

“Esta grave decisão da Santa Igreja foi tomada por sérias razões pastorais e motivada pelo bem maior da unidade da Igreja em Ciudad del Este e na comunidade episcopal do Paraguai”, diz o comunicado.

O padre argentino Carlos Urrotigoity era o número dois de Livieres na diocese, apesar de ter sido acusado de molestar menores quando estava numa paróquia na Pensilvânia, nos Estados Unidos. A diocese norte-americana onde trabalhava considerou publicamente que ele era “uma ameaça séria para os jovens”.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir