Esportes

Palmeiras sofre goleada do Água Santa e sai de zona de classificação

 

Palmeiras terá crescimento de ao menos 10% dos rendimentos de patrocínio na atual temporada- foto: divulgação/Palmeiras

Palmeiras terá crescimento de ao menos 10% dos rendimentos de patrocínio na atual temporada- foto: divulgação/Palmeiras

O técnico Cuca segue sem saber o que é vencer no comando do Palmeiras. Em quatro jogos à frente do time, o treinador perdeu os quatro jogos.
Neste domingo (27), pela 12ª rodada do Campeonato Paulista, o Àgua Santa bateu a equipe alviverde por 4 a 1 e deixou o Palmeiras fora da zona de classificação para a próxima fase do torneio estadual.


Com 15 pontos no Grupo B, o time da capital paulista caiu para a terceira colocação e está apenas a três pontos da zona de rebaixamento na classificação geral. Já o Água Santa, que não vencia há seis jogos, permanece na terceira posição da chave D, que tem o Corinthians como líder e classificado, com 15 pontos.
No começo da partida, o Palmeiras deu indícios de que a história iria ser diferente dos três jogos anteriores de Cuca. Com mais posse de bola e chegadas perigosas ao ataque, o time dominou o primeiro tempo, mas sofreu três gols e fez apenas um.
No segundo tempo, com três mudanças efetuadas pelo treinador, a equipe não evoluiu e ainda viu o time de Diadema ampliar o resultado.
Na próxima rodada, o Palmeiras terá pela frente o Rio Claro, na quinta (31), no Pacaembu. Já o Água Santa recebe o Ituano na quarta.
O jogo
O Palmeiras começou a partida melhor. Logo com um minuto de jogo, Robinho levou a bola até a entrada da área e chutou no travessão. Allione aproveitou o rebote, mas parou no goleiro.
O time alviverde continuou no ataque, e o argentino teve mais uma boa oportunidade. Aos 8 min, Allione recebeu passe curto na cobrança de escanteio e chutou cruzado e por pouco não abriu o placar.
A equipe comandada pelo técnico Cuca dominou praticamente todo o primeiro tempo. Apesar de ter mudado o estilo de jogo utilizado nas partidas anteriores com o novo comandante, a equipe não conseguiu transformar a superioridade de posse de bola em gol.
O domínio foi até os 34 min, quando Gustavo cabeceou sozinho dentro da área e abriu o placar para o Água Santa.
O gol abalou o Palmeiras, que perdeu uma ótima oportunidade cinco minutos depois com Rafael Marques. Aos 43 min, no entanto, a equipe empatou. Em cobrança de pênalti, Robinho deixou tudo igual.
O alívio durou pouco. Na saída de bola do Água Santa, Everaldo ganhou na corrida de Lucas e colocou o time de Diadema na frente novamente. Aos 48 min, Bruninho ainda fez mais um.
Na volta do intervalo, Cuca promoveu as entradas de João Pedro e Régis nos lugares de Lucas e Thiago Santos, respectivamente. As mudanças não surtiram efeito e o time seguiu com as mesmas dificuldades da etapa inicial.
Se havia alguma esperança por parte dos palmeirenses, esta acabou aos 22 min. Em cobrança de escanteio, Roger Carvalho jogou a bola para sua própria meta e deu números finais à partida.
ÁGUA SANTA
Dheimison; Pedro, Gustavo, Eli Sabiá e Danilo Tarracha (Bruno Ré); Russo, Sérgio Manoel, Francisco Alex e Tchô (Rafael Tavares); Bruninho (Éder Loko) e Everaldo
T.: Márcio Bittencourt
PALMEIRAS
Fernando Prass; Lucas (João Pedro), Edu Dracena, Roger Carvalho e Egídio; Thiago Santos (Régis), Arouca, Allione e Robinho; Erik (Zé Roberto) e Rafael Marques
T.: CucaEstádio: Paulo Constantino, em Presidente Prudente
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Gols: Gustavo, aos 34, Robinho, aos 43, Everaldo, aos 44, e Bruninho, aos 48min do 1º tempo; Roger Carvalho (contra), aos 22min do 2º tempo
Cartões amarelos: Russo, Bruno Ré (A), Edu Dracena e Egídio (P)
Público: 2.821 pagantes.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir