Esportes

Palmeiras pode entrar na zona da degola em caso de derrota

A lista da sequência sem vitória ainda tem o empate contra o River Plate-URU, pela Libertadores - foto: reprodução

A lista da sequência sem vitória ainda tem o empate contra o River Plate-URU, pela Libertadores – foto: reprodução

Sem vencer há cinco jogos, o Palmeiras pode terminar a sexta rodada do Campeonato Paulista na zona de rebaixamento em caso de derrota para o XV de Piracicaba. As duas equipes se enfrentam nesta quinta-feira (25), às 21h30, no estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba.

Apesar de estar na liderança do Grupo B do Estadual, o time comandado pelo técnico Marcelo Oliveira é apenas o 12º colocado na classificação geral com seis pontos-mesma pontuação do São Bernardo, terceiro da chave, que abre a zona da degola. O time do ABC tem pior saldo de gols (-4 contra 1 positivo).

Caso seja derrotado por 1 a 0 e o Ituano vença a Ferroviária em Itu, o Palmeiras cairia para a 15ª colocação. Além de ser ultrapassado pelos dois clubes, o time alviverde ficaria atrás do Botafogo na tabela de classificação nos critérios de desempate -a equipe do interior tem maior número de gols marcados (7 contra 5).

A derrota por um gol de diferença também deixaria o Palmeiras na segunda colocação de seu grupo -atrás do Ituano. A FPF, porém, determina em seu regulamento que caso uma equipe termine em segundo na sua chave e seja também rebaixada, o melhor terceiro colocado dos demais grupos avance às quartas de final.

Sem os jogos desta quinta-feira, três dos cinco integrantes do grupo do Palmeiras estão na zona de rebaixamento -as exceções são o próprio time alviverde e a Ponte Preta.

Em cinco jogos pelo Campeonato Paulista, o Palmeiras venceu apenas um -ganhou do Botafogo por 2 a 0, na estreia. Logo depois, empatou com o São Bento, com o Oeste, perdeu para o Linense e empatou com o Santos.

A lista da sequência sem vitória ainda tem o empate contra o River Plate-URU, pela Libertadores.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir