Esportes

Palmeiras inicia a temporada com ‘aperitivo’ da Libertadores no Uruguai

Ausente da Copa Libertadores desde 2013, o Palmeiras voltará à competição a partir de fevereiro. Como preparação para a disputa continental, a equipe alviverde terá uma espécie de aperitivo na Copa Antel, torneio amistoso que vai desta quarta-feira (20) a sábado (23) no Uruguai.

Na manhã desta terça-feira (19), o elenco embarcou para o Uruguai. Rodrigo e Cleiton Xavier, lesionados, ficaram em São Paulo, assim como o argentino naturalizado paraguaio Lucas Barrios, que tem sido poupado neste início de temporada.

O primeiro adversário será o Libertad, do Paraguai, às 19h30 desta quarta (com transmissão da ESPN Brasil). Também participam do campeonato os uruguaios Nacional e Peñarol, que se enfrentam na sequência. No sábado, os vencedores fazem a final e os perdedores disputam o terceiro lugar. Todos os jogos serão no estádio Centenário.

Dos quatro participantes, apenas a equipe paraguaia não está classificada para a Libertadores. Em 2013, o adversário da estreia estava no grupo do Palmeiras, e cada um dos times obteve uma vitória no confronto direto.

Na edição de 2016, o time alviverde está no mesmo grupo do Nacional, ao lado do Rosario Central, da Argentina, e do vencedor do jogo entre Universidad de Chile e River Plate do Uruguai. Isso significa que o Palmeiras tem a chance de conhecer um dos rivais da primeira fase já no torneio amistoso.

O Peñarol, por sua vez, está no Grupo 4, com o Atlético Nacional, da Colômbia, o Sporting Cristal, do Peru, além de Caracas (VEN) ou Huracán (ARG), que se enfrentam na primeira fase.

Momento distinto

Diferentemente da última participação na Libertadores, quando se classificou pelo título da Copa do Brasil, mas terminou o ano anterior sendo rebaixado para a Série B, o Palmeiras começará a competição com uma expectativa maior por parte da torcida.

Novamente campeão do mata-mata nacional, o time alviverde manteve a maior parte de seus jogadores e fez oito contratações até o momento.

Em 2013, após se classificar na primeira colocação de um grupo equilibrado, os comandados de Gilson Kleina foram eliminados nas oitavas pelo Tijuana, do México. A queda ficou marcada por um frango do goleiro Bruno.

Três anos depois, Marcelo Oliveira tem a missão de levar o Palmeiras a uma campanha melhor no continente. Para isso, ele mostrou que conta com os reforços.

“O jogador deve vir para cá pela tradição, pela estrutura, pelo trabalho que já realizamos, mas também pensando em ser campeão das competições, principalmente da Libertadores, que hoje tem visibilidade e credibilidade muito grande, até porque nos dá a condição de disputar o Mundial. E quem não quer disputar o Mundial?”, afirmou na segunda (18).

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir