Esportes

Palmeiras e Santos duelam pelo título Paulista no domingo

 

O Palmeiras voltou a final do Paulista após seis anos e não vence nada desde a Copa do Brasil de 2012 - foto: Divulgação

O Palmeiras voltou a final do Paulista após seis anos e não vence nada desde a Copa do Brasil de 2012 – foto: Divulgação

O Palmeiras voltou a final do Paulista após seis anos e não vence nada desde a Copa do Brasil de 2012. Neste século, soma apenas um título paulista (2008) e, portanto, está carente por troféus.


Ainda assim o grupo alviverde está mais acostumado a ver taças do que o Santos, que joga a sétima final consecutiva do Paulista.
Ao reformular o time neste ano, a diretoria do Palmeiras investiu na contratação de jogadores que têm bagagem no futebol. Somando o currículo dos 28 inscritos no Paulista, os palmeirenses acumulam 73 conquistas.

Os veteranos ajudam a inflacionar os números. Zé Roberto, 40, sozinho tem 47 troféus. Depois dele estão Arouca (8), Fernando Prass e Valdivia (6) e Aranha, Robinho e Tobio (5). Apenas 10 jogadores do time nunca foram campeões nenhuma vez.

Para o Palmeiras, é um título inestimável pelos números todos que a gente sabe. E uma coisa que tem feito diferença é a vontade da torcida em nos ajudar, disse o técnico Oswaldo de Oliveira.

Apesar de fazer a sétima final consecutiva, o Santos tem jogadores com menos títulos. Dos 27 inscritos (Thiago Ribeiro já saiu), são 64 títulos na soma dos currículos.

Treze nunca foram campeões. Destes, muitos jogam ou já jogaram como titulares, como Gustavo Henrique, Paulo Ricardo, Chiquinho, Alison, Lucas Lima, Lucas Otávio, Geuvânio e Gabriel.

Como no Palmeiras, os veteranos ajudam a inflacionar os números. Robinho tem 12 taças, Ricardo Oliveira e Elano têm 11 cada um e Vanderlei e Vladimir têm seis.

A diferença é que o Santos perdeu nomes como Aranha e Arouca por atraso de salários. Para evitar uma má campanha no Estadual, mesclou veteranos, como Renato, 35, e Ricardo Oliveira, 34, com jovens, como Gabriel, 18.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir