País

Pais tomam veneno após filho morrer picado por escorpião no interior de SP

Inconformados com a morte do único filho, picado por um escorpião, um casal de fazendeiros do interior paulista decidiu tomar veneno. Lucas Sanches da Silva, 40, não resistiu, e Natália Balieiro, 29, está internada em estado grave.

O menino, José Lucas da Silva, tinha 4 anos de idade e brincava no quintal de casa quando foi picado, na segunda-feira (2). Ele foi socorrido pela família e levado a um hospital particular, mas precisou ser transferido para o Hospital da Criança e Maternidade (HCM), em São José do Rio Preto, devido à gravidade do caso.

A criança morreu na terça (3), por volta de 5h30, segundo a assessoria de imprensa do hospital.

Ao saberem da morte do filho, o casal ingeriu o veneno. O homem chegou a ser socorrido e foi levado para a Santa Casa de Ibirá, mas não sobreviveu. A mãe da criança está internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base, em São José.

A família morava na fazenda deles em Ibirá (a 430 km de São Paulo), cidade com cerca de 11 mil habitantes. A morte trágica comoveu a cidade. Cerca de cem pessoas participaram do enterro do pai e do menino, nesta quarta-feira (4).

A Polícia Civil vai analisar o tipo de veneno ingerido pelo casal. Segundo os policiais, tudo indica que o ato foi consensual. “Na minha carreira nunca vi nada parecido. Já vi crimes piores, mas isso não é nem crime, é uma tragédia”, disse o delegado da cidade, Luciano Birolli.

A polícia deve ouvir familiares esta semana para saber se havia histórico de problemas psicológicos na família.

A reportagem tentou falar com a família de Natália, sem sucesso.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir