Dia a dia

Pais se conformam e bombeiros encerram buscas por crianças em Nova Olinda

Ao todo, 20 pessoas estavam na embarcação na hora do acidente e, destas, 18 foram resgatadas com vida – Divulgação

As buscas pelas crianças, de quatro meses e 4 anos, que desapareceram após o naufrágio da lancha expresso ‘Vó Mulata’, no município de Nova Olinda do Norte (distante 135 km de Manaus), foram encerradas na tarde desta terça-feira (14). A informação foi repassada pela assessoria do Corpo de Bombeiros.

De acordo com a assessoria, a operação de busca e resgate foi encerrada por volta das 14h. “Durante toda a manhã, uma lancha da Marinha, com bombeiros e familiares, realizou a última varredura no local do acidente, onde nada foi constatado. Mediante a situação e sendo esgotadas todas as possibilidades, os familiares se conformaram, o que levou ao Corpo de Bombeiros a encerrar as ações”, informou o órgão.

Durante os seis dias de buscas, mergulhadores dos Bombeiros, Marinha, Defesa Civil de Nova Olinda do Norte, Governo do Estado e a prefeitura do município participaram das ações de resgate.

Na segunda-feira (13), os órgãos realizaram uma operação denominada ‘Pente Fino’, na tentativa de encontrar as duas crianças. Três lanchas foram de Novo Olinda até a boca do rio Madeira em um perímetro de, aproximadamente, 20 a 25 Km, mas, não obtiveram sucessos nas buscas.

Os órgãos realizaram varias buscas

O acidente aconteceu na manhã da última quinta-feira (9). Na ocasião, a embarcação fazia linha da comunidade Rosarinho em Autazes (distante 112 km de Manaus), passando por Nova Olinda do Norte, até o município de Borba (distante 150 km de Manaus), quando ocorreu uma suposta pane no motor.

Segundo a Defesa Civil de Nova Olinda do Norte e da Polícia Civil local, 20 pessoas estavam na embarcação na hora do acidente e, destas, 18 foram resgatadas com vida.

Mara Magalhães
EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top