Dia a dia

Pais de alunos denunciam falta do transporte escolar, em Parintins

A manifestação começou por volta das 6h30 - foto; divulgação

A manifestação começou por volta das 6h30 – foto; divulgação

Parintins (AM) – a luta para regularizar o transporte escolar em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) continua.

Na manhã desta quarta-feira (3), dezenas de alunos e pais de alunos das comunidades da região do Zé Açu, Zona Rural, ocuparam por algumas horas a secretaria municipal de Educação do Município (Semed).

A manifestação começou por volta das 6h30. Com cartazes e gritando palavras de ordem, os manifestantes chegaram à Semed, onde aguardaram pelo titular da pasta, Samarone Moura.

Segundo o comunitário Expedito Ribeiro de Souza, pai de dois alunos, as crianças da área do assentamento de Vila Amazônia não têm ônibus e são obrigadas a caminhar diariamente cerca de 20 quilômetros para chegar à escola.

“É um abuso, um desrespeito para conosco, pais de alunos e nós sabemos que existem verbas para isso, só não sabemos para onde está indo o dinheiro da educação”, afirmou.

Da Semed os manifestantes seguiram para Câmara Municipal, onde cobraram da Casa maior atenção para a situação do transporte escolar nas comunidades rurais.

“Nós estamos pedindo que os vereadores olhem para a situação das crianças que estão sendo prejudicadas pela falta do transporte escolar”, disse a senhora Lídia Cabral dos Santos, moradora da comunidade Boa Fé.

Para o presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal, vereador Juliano Santana (PDT) a prefeitura só irá regularizar o transporte escolar a partir da aplicação de multa pela justiça local.

O último compromisso dos manifestantes foi no Fórum de Justiça Vidal Pessoal para uma reunião com a titular da 2ª Promotoria da Comarca de Parintins, Carolina Monteiro.

A Promotora disse que o MPE juntamente com DPE conseguiu na Justiça uma liminar dando o prazo de 15 dias para que a prefeitura de Parintins normalize o transporte escolar.

“Nós temos que aguardar o prazo expirar para alguma medida”, esclareceu a agente ministerial.

Semed renova promessa

Ouvido pelo EM TEMPO, o secretário de Educação de Parintins, Samarone Moura, responsabilizou o governo do Estado pela situação precária do transporte escolar.

Segundo ele, o governo cancelou o convênio que mantinha com as prefeituras causando esse impasse, mas adiantou que o prefeito Alexandre da Carbrás vai cumprir a determinação da Justiça e que espera até a próxima segunda-feira já ter regularizado o transporte.

“Estamos, inclusive, fazendo uma readequação das rotas para melhor atender as escolas”, disse.

Samarone Moura garantiu que os alunos não serão prejudicados.

Por Tadeu de Souza

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir