País

Padrasto confessa culpa na morte de criança de dois anos na Rocinha, no RJ

Foi preso na manhã deste sábado (29) o suspeito da morte de uma criança de 2 anos por espancamento, na Rocinha, Zona Sul do Rio. Thiago Marinho Magalhães de Andrade era padrasto da vítima e confessou o crime.

Segundo relatos de policiais da 11ª DP (Rocinha), ele contou que a teria agredido após se irritar com o comportamento da criança. Até então, o padrasto afirmava que a vítima tinha se machucado em casa.

Andrade procurou ajuda de médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Rocinha, que notaram as lesões em consequência de maus tratos, inclusive marcas antigas. A criança já estava morta. Os funcionários da UPA comunicaram aos policiais.

O delegado responsável pelo caso, Gabriel Ferrando, pediu prisão preventiva de Andrade e informou que o suspeito foi autuado por homicídio duplamente qualificado. Segundo Ferrando, o exame de necropsia do IML (Instituto Médico Legal) constatou que a morte ocorreu por causa de “lesões ocasionadas por ação contundente”.

A criança tinha cardiopatia grave, o que pode ter agravado a situação. A investigação da polícia apura se a mãe da criança sabia das agressões e se a irmã da criança, uma menina de 4 anos, também sofria violência em casa.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir