Dia a dia

Pacientes com câncer já receberam 700 quilos de alimentos com parceria entre Lacc e São Raimundo

A renda destinada à ONG será empregada em diversas atividades e trabalhos desenvolvidos pela Lacc - foto: divulgação

A renda destinada à ONG será empregada em diversas atividades e trabalhos desenvolvidos pela Lacc – foto: divulgação

A parceria firmada entre a Liga Amazonense Contra o Câncer (Lacc) e o São Raimundo Esporte Clube, no último mês, já rendeu cerca de 700 quilos de alimentos não perecíveis à entidade de cunho filantrópico, que auxilia pacientes com câncer em tratamento em Manaus.

Os alimentos foram doados por torcedores do Tufão, durante quatro partidas disputadas pela equipe no Campeonato Amazonense de Juniores e ajudarão a compor 100 cestas básicas destinadas aos portadores da doença cadastrados na entidade. Neste sábado (30), a população terá mais uma chance de aumentar o número de alimentos doados, durante o jogo entre São Raimundo e Holanda Esporte Clube, às 17h30, no estádio da Colina.

A enfermeira Marília Muniz, diretora voluntária da Lacc, explica que nas partidas dos times da categoria de base do clube, os torcedores poderão doar alimentos na entrada e, nos jogos profissionais, parte da renda arrecadada pelo time, será destinada à entidade. “Os alimentos ajudarão a compor as cestas básicas doadas mensalmente a pacientes de baixa renda pela Lacc. É uma forma de ajudar a quem precisa”, explicou.

Os alimentos foram doados por torcedores do Tufão, durante quatro partidas disputadas pela equipe no Campeonato Amazonense de Juniores - foto: divulgação

Os alimentos foram doados por torcedores do São Raimundo durante quatro partidas disputadas pela equipe no Campeonato Amazonense de Juniores – foto: divulgação

Já a renda destinada à ONG será empregada em diversas atividades e trabalhos desenvolvidos pela Lacc, que presta apoio financeiro a parte dos pacientes oriundos do interior, que buscam tratamento na capital, com o pagamento de aluguéis sociais. Além disso, todos os dias são distribuídos cerca de 300 lanches na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

“Atuamos também no transporte de pacientes que não têm condições de se deslocar à unidade hospitalar e contribuímos massivamente com a realização de campanhas educativas e de conscientização junto à população sobre prevenção e fatores de risco do câncer”, esclareceu Muniz. De acordo com ela, a entidade, fundada há 60 anos, inaugurou recentemente sua sede, no bairro Dom Pedro, zona Oeste de Manaus.

O prédio de três andares foi construído ao longo dos anos e contou principalmente com o apoio da sociedade, através das doações via call center. Para promover a manutenção das hospedarias e serviços ofertados na sede, que receberá pacientes hoje alojados em pequenos imóveis alugados pela Lacc, é preciso aumentar a arrecadação. “Os interessados podem procurar a sede para conhecer melhor nosso trabalho ou tornarem-se doadores através dos telefones 2101-4949 e 2101-4900”, destacou.

 

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir