Esportes

Oswaldo de Oliveira vira favorito para assumir o Corinthians

Oswaldo-de-Oliveira

A busca do Corinthians por um novo treinador para a próxima temporada se intensificou nos últimos dias em relação a Oswaldo de Oliveira. O presidente corintiano Roberto de Andrade concluiu que o experiente técnico, campeão mundial de clubes em 2000, é a melhor alternativa.

Nas últimas horas, diversos empresários receberam contatos da direção do Sport já em busca de um novo treinador para a reta final da Série A, o que reforçou a ideia de que Oswaldo deve deixar o clube pernambucano a qualquer momento.

Com 3 vitórias nos últimos 14 jogos, o Sport pode entrar na zona de rebaixamento do Brasileiro na quarta-feira (12), caso perca pontos em visita à Chapecoense.

Inicialmente, a direção do Corinthians, mais especificamente o presidente Roberto e o ex-presidente Andrés Sanchez, se dividia entre quatro nomes. Sobre Roger Machado, a conclusão foi de que se desejava um treinador com mais rodagem.

Eduardo Baptista, o preferido de Andrés, tem contrato com a Ponte Preta até o fim de 2017 e está decidido a permanecer por lá – inclusive, já trata sobre reforços para o ano que vem. Dorival Júnior também agrada, mas deve permanecer no Santos.

Nesse cenário, Roberto de Andrade está inclinado a contratar Oswaldo para cuidar do planejamento para o próximo ano. O desejo do presidente é ter não apenas um bom treinador, mas alguém também experiente e com capacidade para contribuir com a gestão do futebol. O clube, vale lembrar, chegou a procurar Oswaldo quando Mano Menezes deixou o cargo, em 2014.

O principal obstáculo para o retorno do treinador, que também passou pelo Corinthians em 2004, já sem sucesso, é a resistência interna e externa. Desde que levou o Botafogo à Copa Libertadores, Oswaldo dirigiu Santos, Palmeiras, Flamengo e Sport, mas em nenhum teve o mesmo êxito.

No clube pernambucano desde o fim do Estadual, não conseguiu grande campanha no Brasileiro.

O coordenador de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes, não quis falar sobre nomes, mas admitiu que a equipe deve buscar técnico ainda para este ano.

“O ano de 2017 está muito longe, então possivelmente vamos ter treinador ainda em 2016. Estamos conversando entre diretoria e departamento de futebol sobre o tema. Possivelmente, chega na reta final do Brasileiro e para a Copa do Brasil. Vamos aguardar os detalhes, mas agora estamos na linha da possibilidade”, disse ele à Rádio Bandeirantes.

Danilo Lavieri e Dassler Marques

Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir