barra portal

Classificados

emprego botao
imoveis botao
Classitempo anuncie grátis

Desempregado é assassinado com quatro tiros, em beco no Japiim

Luciano era viciado em drogas desde os 11 anos de idade e nunca conseguiu se afastar do vício – foto: divulgação

 

O desempregado Luciano Costa Neves, 30, foi morto com quatro tiros pelo corpo, por volta das 6h30 deste domingo (6), quando caminhava no Beco São Francisco, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. Segundo investigadores da polícia, o mandante do crime seria um homem chamado Maxon, conhecido como ‘Bananinha’, para quem a vítima devia dinheiro.


De acordo com testemunhas, que prefeririam não se identificar, Luciano estava sozinho na entrada do beco, quando foi abordado por dois homens de cara limpa, que ordenaram que a vítima sentasse no chão e em seguida efetuaram os disparos. Os vizinhos disseram que a dupla fugiu a pé.


Um parente da vítima, que preferiu não revelar o nome, contou que Luciano era viciado em drogas desde os 11 anos de idade e que nunca conseguiu se afastar do vício. A família acredita que ele devia dinheiro ao traficante Bananinha e por isso pagou com a vida. “Ele era usuário de drogas e não conseguia deixar o vício. Provavelmente ele estava devendo dinheiro ao traficante, porque todo o dinheiro que ele pegava era para o consumo das drogas”, comentou.


Dias antes de morrer, Luciano teria comentado com a família que vinha sendo ameaçado por Bananinha, mas não tinha medo das ameaças porque acreditava que conseguiria o dinheiro a tempo para quitar sua divida de drogas.
O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Pesquisar no site

Rádio EM TEMPO

Videorreportagem Agora

Entrevistas

Articulistas

dia-da-terra   Os últimos acontecimentos nos têm feito refletir sobre a nossa postura diante do desequilíbrio...
por Augusto Bernardo Cecílio
cada-vez-menos-indígenas   No último dia 19 de abril, amanhecemos um pouco menos “indígenas” do que éramos em 1943,...
por Fabio Candotti

Facebook

Charge do dia

charge-do-dia-19-de-abril-de-2014

publicidade

julio sumiu