barra portal

Classificados

emprego botao
imoveis botao
Classitempo anuncie grátis

CNPJ é coisa para doido

Articulista da  agência “Alô  Comunicação”

 

Um amigo administrador de empresa me aconselha: “Me prometa jamais imaginar em registrar um CNPJ lá no Brasil”.  Como faz um quarto de século que virei empresário, o conselho chega tarde, mas revela o quanto o amigo me estima e deseja a minha felicidade. Não importa o ramo de negócio, o audaz empreendedor brasileiro tem que sobreviver com quase 39% de impostos.

Leia mais...

Geração bomba-relógio

Jurista, diretor-presidente do Instituto Avante Brasil

 

Quase 10 milhões de jovens brasileiros (15 a 29 anos) no Brasil não trabalham nem estudam. É um exército de reserva que pode ser manobrado para o bem ou para o mal. A classe dominante brasileira sempre teve medo de uma rebelião dos escravos (Darcy Ribeiro). Mas são os antagonismos sociais (desigualdades) do nosso capitalismo selvagem e extrativista que podem um dia explodir por meio de uma violência coletiva devastadora.

Leia mais...

Carnaval

Dom Sérgio Eduardo Castriani - Arcebispo  Metropolitano de Manaus

 

Uma das características mais marcantes do ser humano é a capacidade de rir e de achar graça, uma capacidade que não pode ser perdida, sob o risco de nos embrutecermos e nos tornarmos violentos.

Leia mais...

A humanidade mais pobre

João Bosco Araújo - Diretor Executivo do Amazonas EM TEMPO

 

O artista, não pela sua humanidade e nem pela sua individualidade e idiossincrasias, mas exclusivamente por aquilo que ele produz, ou seja, pela sua arte, pois a arte transcende o espaço e o tempo, não se esgota e nem se prende a nenhuma nacionalidade, época ou cultura. Por isso se diz que o artista pertence, engrandece e enriquece a toda a humanidade, mesmo àquela com a qual jamais se encontrou ou teve qualquer contato físico.

Leia mais...

O sentido dos justiçamentos

Rodrigo Augusto Prando - Professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP)

 

As ciências sociais – a sociologia, neste caso – têm como um dos seus principais projetos a compreensão dos fenômenos sociais, a apreensão de suas regularidades, a motivação dos seus atores em construir discursos explicativos. É, portanto, nesta seara que trataremos, neste escrito, acerca dos justiçamentos: os linchamentos e o vigilantismo.

Leia mais...

A opressão das massas

Paulo B. Lindoso e Lima - Acadêmico de  direito da Universidade Federal do Amazonas

 

Fui a São Paulo há alguns dias, e voltei a ter uma impressão que tive em todas as grandes metrópoles que visitei, a impressão de que as grandes massas – de carros, pessoas, prédios, lugares – nos oprimem e nos tornam mais solitários. Em Nova Iorque, tive a mesma impressão.

Leia mais...

A nova cara de Manaus

Luiz Lauschner - Escritor e empresário

 

Manaus está numa semana de euforia porque reconquistou um espaço que nunca deveria ter perdido: as calçadas do Centro. A última tentativa de devolver as calçadas aos pedestres aconteceu há quase 25 anos.

Leia mais...

Pesquisar no site

Rádio EM TEMPO

Videorreportagem Agora

Entrevistas

Articulistas

manaus-entre-as-16-mais   De 1500 a 1822 foram 322 anos de extorsão, roubos, escravidão, chicotadas, apropriações,...
por Luiz Flávio Gomes
ladrões-de-bicicleta   Semana Santa, cidade toda engalanada, já se preparando para a Copa do Mundo em junho, tudo...
por Flávio Lauria

Facebook

Charge do dia

charge-do-dia-19-de-abril-de-2014

publicidade

julio sumiu
DMC Firewall is a Joomla Security extension!