Dia a dia

Operação Sentinela’: traficante é preso com drogas, arma e colete, no Santa Luzia

Investigado há três meses, Alenson Ferreira Gomes, 22, foi preso com oxi, cocaína, um revólver 38 – e um colete balístico da PM – foto: Narel Desiree

Investigado há três meses, Alenson Ferreira Gomes, 22, foi preso com oxi, cocaína, um revólver 38 e um colete balístico da PM – foto: Narel Desiree

Após desarticulação da ‘Operação Sentinela’, Alenson Ferreira Gomes, 22, conhecido como ‘Baggio’, foi preso em flagrante, por volta de 14h desta quinta-feira (18). A prisão do suspeito foi efetuada por policiais civis do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), em uma quitinete alugada por ele, localizada na rua principal da Comunidade Santa Luzia, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus.

De acordo com titular da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), delegado Thyago Tenório, ‘Baggio’ era alvo secundário e já estava sendo investigado há três meses.

“Montamos ‘campana’ em frente à estância onde ele [Alenson] morava e acompanhamos toda a movimentação no local. Esperamos ele sair do lugar para efetuarmos a prisão. Quando questionado sobre a existência de drogas no imóvel, ele ainda tentou enganar a nossa equipe, indicando outros apartamentos como sendo dele”, relatou Tenório.

Zona Sul

Ainda conforme o delegado, o suspeito é de alta periculosidade e atuava apenas na Zona Sul da capital amazonense.

“Durante as investigações, foi constatado que ‘Baggio’ é amigo do narcotraficante André Arapapá, que se encontra preso no Rio de Janeiro, o que implica que o suspeito tenha ligação direta com o narcotráfico”, afiançou a autoridade policial.

Na casa do indiciado, foram apreendidos dois quilos de entorpecentes – entre pasta base de cocaína e oxi –, um revólver calibre 38 – com munições intactas e numeração raspada – e um colete balístico da Polícia Militar do Amazonas.

Alenson Gomes vai ser autuado em flagrante e vai responder por tráfico de drogas, associação para o tráfico, apetrechos, porte e posse de arma de fogo de uso restrito e permitido.

O material apreendido vai ser encaminhado ao Instituto de Criminalística (IC), onde vai ser periciado.

Por Narel Desiree (especial EM TEMPO Online)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir