País

Operação prende traficantes e policiais no Rio de Janeiro

 Uma operação contra o crime organizado na Baixada Fluminense cumpriu hoje (7) cinco mandados de prisão contra traficantes e prendeu outros três em flagrante. Dois policiais militares também foram presos em flagrante, e 13 pessoas que tiveram mandado emitido já estavam presas.

A operação ocorreu em parceria da Polícia Militar com o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e foi batizada de Estado Paralelo, pelo domínio territorial que a quadrilha exercia na comunidade de Guandu, vizinha ao Arco Metropolitano. Os criminosos presos são das facções Comando Vermelho e Amigos dos Amigos, que disputavam o controle da região de forma violenta, com crimes como extorsão, roubo de carga e homicídios, além do próprio tráfico de drogas. Ao todo, foram emitidos 31 mandados de prisão preventiva.

Com interceptações telefônicas, os investigadores conseguiram constatar que ao menos dois chefes da quadrilha davam ordens aos criminosos de dentro de presídios. Nas ligações, a PM e o MP também identificaram menções a policiais militares que recebiam propina para garantir a continuidade do tráfico na comunidade.

Entre os 131 mandados de busca e apreensão, 17 foram cumpridos contra policiais, e dois deles foram presos em flagrante. Um dos militares estava com um colete balístico irregular em casa, e outro foi flagrado com uma arma que pertencia à Polícia Rodoviária Federal.

Segundo a Inteligência da PM, a disputa das quadrilhas pela região, que ainda conserva características rurais, começou nos últimos dois anos, com a expansão de traficantes do Complexo da Pedreira, na zona norte da capital, para o interior.

Pela ligação dos traficantes com aliados de outras comunidades, foram cumpridos mandados em favelas como o Complexo da Maré e a Chatuba.

Vinícius Lisboa
Agência Brasil
Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir