Mundo

ONU: mais de 500 mil deixam casas por causa de violência no Iêmen

A violência no Iêmen causou a morte de 1.850 pessoas e forçou cerca de 500 mil a abandonarem as suas casas, anunciaram nesta terça-feira (19) porta-vozes da Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra.

Segundo o Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, o organismo da ONU que administra as situações de emergência, dados do serviço de saúde do Iêmen apontam que há 7.394 feridos.

Adrian Edwards, porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), indicou que o número de deslocados desde março é estimado em mais de 545 mil. Adiantou que as tréguas, de cinco dias e que terminaram na segunda-feira (18), permitiram ao “Acnur enviar mais ajuda” por terra ou avião, a partir dos centros de distribuição em Sanaa e Aden (Sul do país).

No entanto, segundo Elisabeth Byrs, porta-voz do Programa Alimentar Mundial (PAM), as tréguas não foram “suficientemente longas” para permitir a distribuição de toda a ajuda alimentar. O PAM conseguiu distribuir cerca de metade do previsto e socorreu 400 mil pessoas.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir