Mundo

Onda de calor no Japão causa morte de 32 pessoas em uma semana

Uma onda de calor deixou 32 mortos no Japão na última semana e levou mais de 11 mil pessoas aos serviços de urgência devido às altas temperaturas, informou nesta terça-feira (11) o governo japonês.

Segundo relatório publicado pela Agência de Gestão de Incêndios e Desastres, entre 3 e 9 de agosto, 11.219 cidadãos japoneses foram enviados a centros médicos devido à insolação ou à desidratação, dos quais 32 morreram antes de chegar a ser hospitalizados.

Esta é a segunda semana consecutiva em que o número de pessoas com sintomas relacionados às temperaturas elevadas ultrapassa a barreira dos 10 mil, e a quarta vez que excede esse número – já havia ultrapassado em duas ocasiões em 2013 – desde que foi iniciada a coleta desses dados em 2008.

Do total, 331 indivíduos necessitaram de internação por mais de três semanas, enquanto 3.861 precisaram ser hospitalizados por menos tempo, informa o documento. Aproximadamente, metade dos casos corresponde a pessoas com mais de 65 anos.

A forte onda de calor que continua a afetar o país asiático registrou, na semana passada, temperaturas superiores a 35 graus Celsius e um nível de umidade de mais de 65% em Tóquio e em outras regiões do país.

A área metropolitana de Tóqui foi a que registou o maior número de emergências devido ao calor, com 971 casos, seguida da prefeitura de Osaka, com 911, e a de Aichi, com 749, ambas no centro do Japão.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir