Esportes

Olimpíada vai gerar 90 mil novos postos de trabalho

O comitê organizador da Olimpíada de 2016 anunciou nesta quarta-feira (16) a abertura de 90 mil novos postos de trabalho para atender às necessidades dos Jogos.

Destas, 5.000 são dentro do próprio comitê. A faixa salarial da maioria destas vagas, segundo a Rio-16, é entre R$ 1.500 e R$ 6.000. A remuneração dos demais 85 mil postos de fornecedores não foi divulgada.

“Num momento tão difícil para o Brasil, é bom dizermos que estamos ofertando 90 mil vagas”, disse o gerente de Recurso Humanos da Rio-16, Henrique Gonzales.

As vagas no comitê são, em sua maioria, cargos de lideranças de voluntários e de equipes de terceirizados. Os fornecedores oferecem 85 tipos de postos de trabalho, sendo os principais no setores de alimentação e bebidas, ingressos e transporte.

“Para chegar aos 5.000 contratados vamos entrevistar cerca de 50 mil candidatos”, disse Ricardo Barberes, CEO do Grupo Manpower no Brasil, empresa responsável pela seleção dos novos funcionários do comitê. Parte da seleção para estes postos será feita por entrevistas à distância.

A seleção dos contratados de fornecedores dos Jogos será feita pelas próprias empresas. Mas todos os candidatos para as 90 mil vagas podem se cadastrar no site www.talentosmanpowergroup.com.br, que já está no ar.

A Rio-16 reserva ao menos 5% das vagas para pessoas com deficiência e 25% para negros e pardos. Atualmente trabalham no comitê 1.900 pessoas.

Por Folhaspress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir