Dia a dia

Obra que desmoronou no Parque Dez começa a ser reparada

A obra desabou no domingo após uma retroescavadeira estourar um cano - foto: Ione Moreno

A obra desabou no domingo após uma retroescavadeira estourar um cano – foto: Ione Moreno

O embargo cautelar da obra de um estabelecimento comercial, localizado na avenida Perimetral 2, no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul, determinado na última segunda-feira (12), pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), após parte da construção desmoronar no domingo (11), foi retirado nesta quinta-feira (15) pelo órgão, para que o proprietário do local e o responsável técnico pelo projeto possam realizar os serviços de segurança no imóvel.


De acordo com o Implurb, um novo cronograma solicitando um alvará para o muro de contenção foi expedido e já está sendo executado pelo proprietário do estabelecimento. Equipes do Implurb farão vistoria no local, após esse procedimento, além de acompanhar a execução da obra.

Na manhã de ontem, operários iniciaram o trabalho de colocação de tapumes em parte da pista, para evitar a circulação de pedestres e veículos pesados, uma vez que o asfalto ainda oferece risco de ceder. Foram colocados ainda, lonas no barranco e placas de sinalizações informando a interdição do trecho. O fluxo de veículos pequenos no local não sofreu interferências, em virtude dos serviços.

“O tapume em construção é para garantir salvaguarda da via, mantendo o tráfego pesado de veículos distante, para dar maior garantia tanto à rua quanto à construção, até que os danos sejam reparados, o que já está sendo providenciado pelo particular. Foi apresentado ao Implurb um projeto estrutural de contenção com medidas de segurança e preventiva. Lembramos que a obra tem responsável técnico, e em casos de danos a terceiros, o mesmo deve responder nos casos cabíveis”, destacou o Implurb.

Já um responsável pela obra, que estava no local na manhã desta quinta-feira, mas que não se identificou, disse que todos os procedimentos de segurança já estavam sendo realizados desde o último domingo, quando aconteceu o acidente, para evitar que novos desmoronamentos ocorressem.

“Estamos usando a escavadeira para retirar o resto dos entulhos. Começamos hoje (ontem) a parte de armação das ferragens do muro de contenção. A tubulação de água que foi a responsável pelo acidente, já foi restaurada. Então, todos os procedimentos que devem ser adotados para garantir a segurança não só do nosso imóvel, mas como das outras residências próximas, estão sendo realizados. A parte de documentação nos órgãos municipais também já foi resolvida e a licença foi novamente cedida”, frisou.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir