Mundo

Obama envia carta para cubana de 76 anos, restabelecendo correio direto

obama-00

O americano chegará a Cuba, no domingo (20), para uma visita – foto – reprodução

Uma cubana de 76 anos que convidou Barack Obama para um café em sua casa, em Havana, disse estar emocionada com a resposta do presidente, a primeira correspondência enviada diretamente dos EUA para Cuba em mais de meio século.

Em 18 de fevereiro, Ileana Yarza escreveu ao presidente afirmando que “não há muitos cubanos tão ávidos quanto eu para encontrá-lo em pessoa”, ao que Obama respondeu “com esperança, terei tempo para tomar um café cubano em sua casa”.

O americano chegará a Cuba, no domingo (20), para uma visita.

A resposta a Ileana voou para Cuba na terça (15), e é a primeira correspondência direta a cruzar para o país desde a revolução cubana de 1959. A carta ainda não foi entregue, mas a Casa Branca já divulgou seu conteúdo.

A cubana disse estar “encantada” com Obama e seu “cavalheirismo”.

Veja a carta de Ileana na íntegra:

Senhor Presidente,

Eu ouvi ontem à noite na Telesur -não foi pela rede cubana de notícias- que o senhor visitará Havana em março. Eu não poderia estar mais feliz em ouvir essa notícia.

Um presidente americano finalmente tomando um passo tão necessário, o segundo melhor depois de ter admitido abertamente que o cruel embargo de meio século a essa pequena ilha, tão amada, paciente e resiliente, não funcionou. Nós cubanos acreditamos que [o embargo] se trata de uma página ruim na história e geopolítica dos EUA. Me desculpe por dizer isso…

“Querido presidente Obama: eu acompanho sua carreira política desde que estava concorrendo ao cargo pela primeira vez. Eu brindei à sua vitória no/com o escritório da CNBC em Havana naquela noite gloriosa. Também comemorei com meus amigos em casa à sua reeleição. Eu gostaria que houvesse uma terceira vez [à frente da Casa Branca], talvez um dia…

Eu já escrevi muitas vezes ao senhor, me apresentando. Também já o convidei a tomar uma xícara de café cubano em minha casa em Vedado, se e quando o senhor finalmente viesse.

Por favor, por favor, venha me visitar. Dê a essa velha senhora de 76 anos o presente de encontrá-lo pessoalmente. Eu não acho que haja muitos cubanos tão ávidos quanto eu a encontrá-lo em pessoa, não pelo fato de ser uma importante personalidade americana, mas por ser um charmoso presidente cujo sorriso aberto conquista corações.

Eu peço que, por favor, entenda o quão ansiosa eu estou para esse encontro.

Eu também adoraria se viesse com sua maravilhosa e encantadora esposa.

Deus abençoe a você, meu filho, e também a sua família.

Ileana R. Yarza.”

Ao que Obama respondeu:

“Querida Ileana:

Obrigado por sua palavras gentis. Eu agradeço ao seu apoio durante esses anos, e espero que essa carta –que chegará a você através da primeira mala direta [transportada por avião] entre os Estados Unidos e Cuba em 50 anos– sirva como uma lembrança de um novo caminho na relação entre as nossas nações.

Eu estou ansioso para visitar Havana para incentivar essa relação [entre os dois países] e colocar em evidência nossos valores em comum -e, com esperança, terei tempo para tomar um café cubano.

Atenciosamente,

Barack Obama”

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir