Mundo

Obama e David Cameron admitem possibilidade de bomba a bordo de avião russo

O presidente norte-americano, Barack Obama, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, admitiram, nessa quinta-feira (5) à noite, que a queda do avião russo da MetroJet no Egito, sábado passado (31), pode ter sido provocada pela explosão de uma bomba a bordo.

“Eu acho que há a possibilidade de uma bomba a bordo e estamos levando isso muito a sério”, disse Obama, em declaração a uma emissora de rádio norte-americana. Ele destacou, no entanto, que ainda é muito cedo para afirmar com certeza.

Em Londres, o primeiro-ministro, David Cameron, considerou muito provável que tenha sido uma bomba a causa da queda do avião russo.

O grupo extremista Estado Islâmico no Egito assumiu a responsabilidade pela queda do avião, que provocou a morte de 224 pessoas.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir