Mundo

Obama autoriza ajuda para Virgínia Ocidental, atingida por enchentes

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, autorizou no sábado (25) a liberação de recursos federais para a reconstrução da Virgínia Ocidental, atingida por enchentes que já deixaram pelo menos 24 mortos e vários desabrigados.

As inundações alagaram estradas e prejudicaram serviços básicos, como luz e abastecimento de água, que ainda não foram restaurados em algumas comunidades.

A partir deste domingo, os moradores dos três condados mais atingidos pelo desastre -Greenbrier, Kanawha e Nicholas-poderão solicitar ajuda da agência federal de gerenciamento de emergências.

No sábado, Obama assinou declaração de desastre, o que permite aos moradores de Greenbrier, Kanawha e Nicholas pedir ajuda para moradia temporária e consertos às suas casas, além de poder receber empréstimos a baixos custos para cobrir perdas de propriedades não seguradas.
Os habitantes também poderão se qualificar para outras ajudas individuais, assim como donos de pequenos negócios.

A administração do governador Earl Ray Tomblin ainda acredita que há desaparecidos no condado de Greenbrier County, onde um corpo foi encontrado no sábado, afirma o Chris Stadelman, diretor de comunicação do político.

A previsão do tempo indica mais chuva forte para Virgínia Ocidental nesta segunda-feira. O serviço nacional de tempo em Charleston emitiu alerta de enchentes para 22 condados. A área não inclui o condado de Greenbrier.

No sábado à noite, mais de 24 mil casas e negócios continuavam sem energia. Na área de Clendenin, o abastecimento de água ainda não foi normalizado, e moradores estão enchendo baldes de água em estações.

Das 16 mortes em Greenbrier, 15 foram registradas na pequena cidade de Rainelle. Seis mortes foram informadas em Kanawha, e os condados de Jackson e Ohio tiveram uma morte cada um.
Equipes de busca e resgate foram de casa em casa e marcaram aquelas revistadas com um X. Animais abandonados foram levados a um abrigo.
Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir