Política

“O PT infelizmente se perdeu no caminho”, diz Fernando Henrique

FHC (PSDB) diz que existe necessidade de se fazer uma reforma política e defendeu o projeto de mudança do sistema eleitoral de autoria do seu colega de partido, José Serra – foto: Tânia Rego/ABr

FHC (PSDB) diz que existe necessidade de se fazer uma reforma política e defendeu o projeto de mudança do sistema eleitoral de autoria do seu colega de partido, José Serra – foto: Tânia Rego/ABr

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSB) voltou a criticar o PT e disse que o partido, uma vez importante, “infelizmente se perdeu no caminho”, passando a “acusar os outros irresponsavelmente”.

“Era um partido importante, mobilizou forças jovens no Brasil, mas se desmoralizou e quer voltar à vez na história acusando os outros irresponsavelmente” disse o ex-presidente tucano. “O problema do Brasil é o atraso -e uma parte da esquerda é atrasada; inclusive parte do PT”, acrescentou.

A declaração foi feita em um jantar com o apresentador da Amaury Jr., da RedeTV!, e será transmitida na madrugada de quarta-feira, à 0h40. Na mesma entrevista, Fernando Henrique diz que existe necessidade de se fazer uma reforma política e defendeu o projeto de mudança do sistema eleitoral de autoria do seu colega de partido, José Serra.

“Estamos colhendo frutos de toda esta tragédia que está aí. O sistema político brasileiro faliu. Não dá para governar com 30, 40 partidos, 40 ministérios. É inviável. Precisa aproveitar esta crise política para melhorar o sistema eleitoral”, afirmou.

A proposta de Serra, que foi aprovada no Senado e segue para análise da Câmara, institui o voto distrital para a eleição de vereadores nos municípios brasileiros com mais de 200 mil eleitores.

Cada município seria dividido em distritos, e cada um deles elegeria um representante para a Câmara de Vereadores. Cada partido só poderia registrar apenas um candidato por distrito.

Sobre eventual solução para crise política, Fernando Henrique afirma que é preciso “reconstruir o sistema político”. “Precisamos de liderança”, diz.

“Mulher competente”

Fernando Henrique elogiou ainda a pré-candidatura da democrata Hillary Clinton à presidência dos Estados Unidos. Uma vitória dela, segundo o tucano, seria bom “para o mundo”. “É uma mulher competente, sei que domina a matéria, tem clareza, tem firmeza. Se ganhar vai ser bom para o mundo”, declarou.

O período em que ele presidiu o Brasil coincidiu em parte com a época em que Bill Clinton, marido de Hillary, governou os EUA.

O ex-presidente elencou a crise cambial de seu governo, em 1999, como a situação mais desconfortável da sua vida pública. “Todo o trabalho feito durante anos pode ir para o espaço de repente”, afirmou sobre a desvalorização do real. “E você tem que ter nervos de aço para argumentar e seguir em frente”, completou.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir