/* */
Super Máquinas

O novo Audi A3 chega ao mercado brasileiro

 

As versões Attraction e Ambiente contam com o motor 1.4 TFSI Flex – Divulgação

Um dos modelos de maior sucesso da Audi em todo mundo, o Audi A3 Sedan chega ao mercado brasileiro na versão 1.4 Flex com novo design de faróis, lanternas, grade e para-choques, tornando o carro ainda mais atraente.

Os apaixonados pela marca terão acesso o modelo A3 Sedan 1.4 TFSI Flex versão Attraction pelo valor de R$ 115,1 mil e por R$ 124,1 mil na versão Ambiente.

O modelo passa a contar com volante e alavanca de seta semelhante à do A4, novos difusores de ar, console central com mudança nos botões de acesso ao sistema MMI (media music interface) e duas entradas USB, que dispensam o uso do cabo adaptador. Todas as luzes internas são agora de LEDs.

A estrutura de menus no sistema MMI foi redesenhada, passando a ter o mesmo visual dos modelos TT, A4 e Q7. Na tela eletricamente rebatível de sete polegadas, a operação é baseada em smartphones.

A peça central do terminal é o botão redondo giratório, cujo anel tem iluminação branca na versão superior. Acima e ao lado do controle rotativo estão alternadores e botões com os quais o motorista pode navegar na nova estrutura de menu. O controle de voz aprimorado para rádio, mídia e telefone também entende muitas frases da linguagem cotidiana.

Por meio da entrada USB, telefones celulares com os sistemas operacionais iOS e Android podem se conectar com o carro por meio do Audi smartphone interface. O sistema permite que certos aplicativos funcionem diretamente na tela do veículo.

A dianteira traz elementos que remetem ao “irmão maior” A4 – Divulgação

Embora quase nenhuma alteração tenha sido feita às dimensões – 4,24 metros de comprimento e distância entre-eixos de 2,60 metros – o novo A3 tem visual mais esportivo e expressivo.

A dianteira traz elementos que remetem ao “irmão maior” A4, com a grade Singleframe ampliada e com contornos mais nítidos e os faróis que trazem recortes afiados na borda inferior.

A traseira acentua a largura do novo A3 com o desenho das luzes horizontais iluminadas e a linha de separação acima do difusor redesenhado. Outra novidade é o desenho das rodas, que agora trazem cinco raios.

Desempenho

As versões Attraction e Ambiente contam com o motor 1.4 TFSI Flex produzido no Brasil, com 150 cv de potência e 250 de torque disponível a apenas 1.500 rpm, para otimizar o desempenho nas condições de uso mais frequentes, como no trânsito urbano, em velocidades moderadas. Os valores de desempenho do motor são idênticos tanto com etanol puro como com gasolina.

O motor com injeção direta de combustível na câmara de combustão tem seu desempenho potencializado pelo câmbio automático Tiptronic de seis velocidades, que oferece a possibilidade de trocas de marchas de forma manual por meio da alavanca seletora ou pelas shift paddles posicionadas atrás do volante. Esse conjunto mecânico de alta eficiência leva o A3 Sedan da imobilidade aos 100 km/h em 8,8 segundos. A velocidade máxima é de 215 km/h.

Uma vantagem da injeção direta de combustível é que não há necessidade de adoção de nenhum sistema auxiliar para partida a frio com etanol, nem mesmo para pré-aquecimento do combustível. A altíssima pressão de entrada do etanol na câmara de combustão e a possibilidade de dosar eletronicamente a mistura ar-combustível garante uma partida sem dificuldades, mesmo nos dias mais frios.

Precisão

Graças aos amplos recursos dedicados pela Audi à manufatura da carroceria, o A3 Sedan possui excelente rigidez torcional estática e dinâmica. Isso contribui para a alta precisão na fabricação do veículo e para um interior silencioso. O para-brisa com isolamento acústico é equipamento de série, assim como a dupla vedação envolvente que minimiza o ruído do vento nas portas e janelas.

A construção leve é um dos conceitos fundamentais do projeto do A3 Sedan, o que levou à utilização de uma ampla variedade de materiais combinados conforme as solicitações de cada parte do chassi, suspensão e carroceria.

Peças de aço de alta resistência, temperadas na própria matriz onde são moldadas, constituem 26% da carroceria do A3 Sedan. Elas são aquecidas até cerca de 1.000 C° e, em seguida, resfriadas a aproximadamente 200 C°, em uma prensa de estampagem refrigerada a água. Esse processo cria uma estrutura de ferro e carbono com excepcional resistência à tensão. Assim, as peças que utilizam esses aços de alta tecnologia podem ter paredes estreitas e, consequentemente, menor peso.

Componentes temperados nas matrizes são usados na transição entre a dianteira do carro e a célula de passageiros, nas colunas A, no arco do teto, túnel central, soleiras laterais e painéis do assoalho. As colunas B também são feitas de aço temperado na matriz. Suas seções inferiores são mais flexíveis que as mais altas, já que a energia de uma colisão lateral precisa ser absorvida nesta região.

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir