Cultura

“O jazz precisa de mais espaço em Manaus”, diz Abner Viana

No quinteto que leva o seu nome, Abner Viana toca saxofone e clarineta - foto: divulgação

No quinteto que leva o seu nome, Abner Viana toca saxofone e clarineta – foto: divulgação

Com o intuito de aproximar a música instrumental do público amazonense, e ganhar um espaço para o gênero, o saxofonista Abner Viana apresentará em quarteto, nesta sexta-feira (3), um show de arranjos autorais misturados a clássicos do jazz. O encontro musical será às 19h30, no espaço cultural do Local Hostel Manaus (rua Marçal, 72, Centro).

O saxofonista, que é militante da música instrumental manauense, afirma que os amazonenses precisam ter um local para conhecer o jazz, pois, segundo ele, nos bares e estabelecimentos de lazer espalhados pela cidade, a música que se toca é a comercial, aquela que é produto da indústria cultural.

“Há um tempo não temos um local fixo para apresentações. Precisamos firmar um point para que o jazz cresça em Manaus”, disse Viana ressaltando que o show desta sexta-feira, que será conduzido nas raízes da música brasileira instrumental, é uma tentativa de ganhar um local a fim de se ter um ponto de referência para os amantes dessa categoria.

A militância pela música instrumental por Abner Viana e seu grupo é parte de um processo em movimento, com produções musicais, e a luta por espaços para a música instrumental no cenário local. Apesar da existência do Festival Amazonas Jazz, Viana continua pregando que o gênero precisa de uma maior atenção. Ele lembra que há dificuldades, inclusive, ao próprio festival.

Temor

Neste ano, com o momento conturbado da economia do Estado, havia um temor, entre os apreciadores do estilo musical, em uma medida que pudesse enfraquecer o festival que desde 2006 traz diversas manifestações do jazz contemporâneo com composições nacionais e internacionais, notabilizando o Amazonas para outros lugares do mundo, tendo em vista a grande quantidade de estrangeiros que vem a Manaus para acompanhar as apresentações no Teatro Amazonas.

Para o músico, a divulgação da produção musical local e a inserção do jazz na sociedade faz com que o público conheça as linguagens musicais existentes, mas pouco conhecidas da maioria dos manauenses, tornando os shows em um evento educativo. “Pretendemos nos programar para, pelo menos, todo mês ter apresentações de jazz. Com isso, as pessoas vão poder mergulhar nesse estilo. Isso chega a ser até educativo pois vai mostrar a diversidade de estilos que temos no Amazonas”, avaliou.

Músicos

Para a apresentação desta sexta-feira, no espaço cultural do Local Hostel Manaus, os músicos que acompanham o saxofonista Abner Viana formando o quarteto que comandará o som são: Rodrigo Andrade, na guitarra, Miquéias Pinheiro, no contrabaixo e Anderson Cerdeira, na bateria.

Para o repertório foram selecionadas composições como “Insensatez” (Tom Jobim), “Summertime” (George Gershwin), “Au Privave” (Charlie Parker), entre outros clássicos que o quarteto costuma interpretar ao longo de sua carreira. O show também contará com a participação especial do cantor espanhol Abraham Alba.

 

Por Asafe Augusto

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir