Mundo

Número de mortos em ataques terroristas cresceu 81%, dizem EUA

O número de mortes por terrorismo disparou em 2014, informou nesta sexta (19) o Departamento de Estado dos EUA em seu informe anual sobre o tema.

Segundo o levantamento, 32.727 pessoas morreram em 2014 em 13.463 ataques terroristas pelo mundo, a maioria cometidos pelas facções Estado Islâmico e Boko Haram. Em 2013, foram 18.066 mortes, ou seja, um aumento de 81%.

Além disso, mais de 9.428 pessoas foram sequestradas ou feitas reféns por criminosos no ano passado, frente a 3.137 em 2013.

A maior parte dos ataques (3.370) e das mortes (9.929) em 2014 ocorreram no Iraque. No entanto, foi na Nigéria que houve maior número de mortos por atentado (cerca de 13 pessoas).

TERRORISTAS

O Boko Haram tem por objetivo fundar um Estado islâmico na Nigéria, país de maioria muçulmana no norte e predominantemente cristão no sul. No entanto, suas ações se estendem por outros países, como Chade e Camarões. Desde fevereiro, uma força multinacional tenta expulsar os insurgentes de mais de 60 localidades nigerianas.

O número de reféns de grupo terroristas na Nigéria aumentou 1.358% em 2014, comparado ao ano anterior (de 89 para 1298). A maior parte dos ataques ocorreu no Estado de Borno.

Já o Estado Islâmico (EI) ganhou força na Síria durante a ofensiva rebelde contra o ditador Bashar al-Assad. Desde então, a milícia se espalhou pelo Iraque, conquistando importante cidades, como Mossul. Em 10 de julho, o presidente americano, Barack Obama, o envio de mais 450 militares ao país para dar assistência às forças iraquianas.

Mais de três quartos de todas as ações terroristas cometidas no Iraque em 2014 foram ataques a bombas e explosões. Cerca de 70% delas tiveram como autoria o EI.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir