Economia

Número de empresas inadimplentes sobe 5,38% no primeiro semestre

inadimplencia2

O número de empresas com dívidas atrasadas subiu 5,38% no primeiro semestre, divulgados na manhã desta segunda-feira (20) o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Na comparação com maio, o indicador de junho ficou praticamente estável, subindo apenas 0,09%. No entanto, o total de empresas inadimplentes aumentou 8,05% em relação a junho do ano anterior – o segundo maior crescimento nessa comparação, desde agosto de 2013.

De acordo com a CNDL, a alta da inadimplência das empresas decorre da deterioração da economia. Segundo a entidade, a forte alta dos juros reduziu o faturamento das empresas e aumentou o custo do capital.

O setor com maior crescimento no número de empresas devedoras foi serviços, com alta de 12,56% em junho, em relação ao mesmo mês do ano passado. Em segundo lugar, ficou a indústria, com aumento de 8,71%. Em relação ao estoque das dívidas, as empresas de comércio concentram quase metade das empresas devedoras (49,39%). No setor de serviços, a proporção chega a 37,22%.

Segundo o levantamento, as dívidas mais antigas, com atrasos de três a cinco anos, subiu 13,82% no mês passado, em relação a junho de 2014. O número de devedores com pendências recentes, de até 90 dias de atraso, aumentou 2,3%.

A Região Sudeste puxou o crescimento do número de empresas inadimplentes, com alta de 11,38% em junho, na comparação com o mesmo mês de 2014. O Nordeste ficou em segundo lugar, com variação de 10,77%. As duas regiões concentram o número de dívidas não pagas: 44,84% e 19,53%, respectivamente.

 

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir