Política

Número de eleitores com 16 e 17 anos cai 20% em quatro anos

Segundo o IBGE, a população do país com essa idade se manteve praticamente estável no período – foto: reprodução

Segundo o IBGE, a população do país com essa idade se manteve praticamente estável no período – foto: reprodução

Na contramão do acirramento dos debates no país e das manifestações históricas dos últimos três anos, um grupo parece cada vez mais distante da política: os eleitores com 16 e 17 anos.

O tamanho do eleitorado com essa faixa de idade neste ano, na qual o voto é facultativo, caiu 20% na comparação com a eleição municipal anterior, em 2012. Eram 2,9 milhões de brasileiros há quatro anos e agora são 2,3 milhões, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral divulgados nesta segunda-feira (25).

Segundo o IBGE, a população do país com essa idade se manteve praticamente estável no período.

Desde 2013, o país assistiu a grandes mobilizações de jovens, como os protestos de junho contra o aumento da tarifa e as ocupações em escolas públicas que começou em São Paulo em 2015 e se espalhou para outros Estados, como o Rio.

Ainda assim, a quantidade de adolescentes com essa idade que irão às urnas caiu para o mesmo patamar de 1992, quando a população do país era bem menor.

A Justiça Eleitoral e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas até tentaram incentivar os jovens dessa idade a fazer o título eleitoral. A entidade estudantil promoveu uma campanha chamada “Se Liga, 16”, buscando aumentar a participação de uma faixa da população considerada pouco representada.

Mas só um terço dos 6,8 milhões de brasileiros com essa faixa de idade decidiu fazer o título neste ano – em Brasília não haverá eleição.

Por Folhapress

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir