Dia a dia

Novo túnel é encontrado no presídio Anísio Jobim, em Manaus

Os servidores conseguiram localizar e escavar o buraco que seria usado para uma fuga de detentos - foto: divulgação

Os servidores conseguiram localizar e escavar o buraco que seria usado para uma fuga de detentos – foto: divulgação

A 100 metros de distância da muralha de segurança e com 3 metros de extensão por 1,5 metro de largura, um quarto túnel foi desativado no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) em menos de 40 dias.

Na tarde dessa terça-feira (8), os servidores da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) encontraram uma passagem subterrânea na área externa do regime fechado da unidade prisional, no quilômetro 8 da BR-174 (Manaus – Boa Vista).

Por meio de informações do Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen) e da Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), os servidores conseguiram localizar e escavar o buraco que seria usado para uma fuga de detentos. Conforme o titular da Seap, Pedro Florêncio, a intenção dos detentos é que ocorra uma fuga em massa que cause transtorno ao Estado.

“Conseguimos retomar o controle do sistema e isso tem causado revolta aos presos. Por conta disso eles estão buscando alternativas de desestabilizar o sistema penitenciário e, por conseguinte, causar a exoneração do secretário da Administração Penitenciária”, afirmou.

Motim

No último dia 4 de fevereiro, o terceiro túnel foi desativado. A escavação de 15 metros de extensão e 1 metro de altura foi encontrada dentro do pavilhão C, do semiaberto do Compaj, durante uma revista na unidade prisional.

Por conta das agressões aos servidores da Seap, na reação dos policiais o detento José Inácio da Silva Souza, 22, foi baleado nas nádegas. Nas buscas foi encontrada uma pistola PT. 40 (de uso exclusivo das polícias). Dez detentos foram identificados e autuados por diversos crimes.

Por Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir