Dia a dia

Novo grupo de terceirizados da saúde no Amazonas proposta contra atrasos no pagamento

A manifestação começou por volta de 8h30, e causou transtornos ao tráfego de veículos – foto: Luis Henrique Oliveira

A manifestação começou por volta de 8h30, e causou transtornos ao tráfego de veículos – foto: Luis Henrique Oliveira

Aproximadamente 50 funcionários da empresa RCA Limpeza e Conservação – que presta serviço para o Instituto da Mulher Dona Lindu, na Zona Centro-Sul de Manaus, realizarem protesto na manhã desta quinta-feira (19) por conta de salários atrasados há três meses.

A manifestação começou por volta de 8h30, e causou transtornos ao tráfego de veículos na avenida Mário Ypiranga Monteiro.

Com faixas e cartazes, os manifestantes ocuparam a faixa azul da via, o que gerou 1,5 quilômetro de congestionamento, segundo dados do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans). O grupo permaneceu na via por pelo menos, três horas.

De acordo com os funcionários, além de três meses de salários atrasados, os funcionários não estão mais recebendo o auxílio de vale-transporte e tíquete alimentação. “Temos que nos sacrificar em escolher comprar comida ou vir para o trabalho porque nem o transporte eles estão depositando. É uma tristeza isso”, comentou maqueiro Jó Lopes evangelista, 39.

Ele ressaltou o descaso e a falta de respeito com os profissionais. “Dizem ainda que quem não estiver satisfeito pode procurar outro emprego e isso é humilhante, pois o salário é um direito nosso, afinal trabalhamos para isso”, criticou.

Outra funcionária, que não quis se identificar, também comentou o caso. “Tem gente que paga aluguel, tem gente que paga pensão, tem gente com contas atrasadas. Pense numa situação complicada. Parece que virou rotina realizar manifestação. Todo dia é a mesma coisa. Uma falta de respeito absurda com o trabalhador”.

À reportagem, a empresa RCA Limpeza e Conservação informou que não tinha “nada a declarar”. Já a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) informou, por meio de nota, “que a empresa que atualmente presta serviço de limpeza e manutenção na unidade – a RCA Serviços de Limpeza Ltda – começou a atuar na unidade no último mês de março e já foi liberado o orçamento para quitação de pagamento do referido mês. O orçamento para pagamento do mês de abril está previsto para ser liberado na próxima semana”.

Ontem, um grupo e terceirizados na área de serviços gerais protestou em frente ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto , também por salários e benefícios atrasados.

Com informações de Luis Henrique Oliveira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir