Dia a dia

Novo grupo de terceirizados da saúde no Amazonas proposta contra atrasos no pagamento

A manifestação começou por volta de 8h30, e causou transtornos ao tráfego de veículos – foto: Luis Henrique Oliveira

A manifestação começou por volta de 8h30, e causou transtornos ao tráfego de veículos – foto: Luis Henrique Oliveira

Aproximadamente 50 funcionários da empresa RCA Limpeza e Conservação – que presta serviço para o Instituto da Mulher Dona Lindu, na Zona Centro-Sul de Manaus, realizarem protesto na manhã desta quinta-feira (19) por conta de salários atrasados há três meses.

A manifestação começou por volta de 8h30, e causou transtornos ao tráfego de veículos na avenida Mário Ypiranga Monteiro.

Com faixas e cartazes, os manifestantes ocuparam a faixa azul da via, o que gerou 1,5 quilômetro de congestionamento, segundo dados do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans). O grupo permaneceu na via por pelo menos, três horas.

De acordo com os funcionários, além de três meses de salários atrasados, os funcionários não estão mais recebendo o auxílio de vale-transporte e tíquete alimentação. “Temos que nos sacrificar em escolher comprar comida ou vir para o trabalho porque nem o transporte eles estão depositando. É uma tristeza isso”, comentou maqueiro Jó Lopes evangelista, 39.

Ele ressaltou o descaso e a falta de respeito com os profissionais. “Dizem ainda que quem não estiver satisfeito pode procurar outro emprego e isso é humilhante, pois o salário é um direito nosso, afinal trabalhamos para isso”, criticou.

Outra funcionária, que não quis se identificar, também comentou o caso. “Tem gente que paga aluguel, tem gente que paga pensão, tem gente com contas atrasadas. Pense numa situação complicada. Parece que virou rotina realizar manifestação. Todo dia é a mesma coisa. Uma falta de respeito absurda com o trabalhador”.

À reportagem, a empresa RCA Limpeza e Conservação informou que não tinha “nada a declarar”. Já a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) informou, por meio de nota, “que a empresa que atualmente presta serviço de limpeza e manutenção na unidade – a RCA Serviços de Limpeza Ltda – começou a atuar na unidade no último mês de março e já foi liberado o orçamento para quitação de pagamento do referido mês. O orçamento para pagamento do mês de abril está previsto para ser liberado na próxima semana”.

Ontem, um grupo e terceirizados na área de serviços gerais protestou em frente ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto , também por salários e benefícios atrasados.

Com informações de Luis Henrique Oliveira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir