Sem categoria

Novo goleiro do Nacional, João Paulo, é primeiro reforço da ‘Era Benazzi’

Será a primeira vez que o arqueiro trabalhará sob o comando do técnico Vagner Benazzi - foto: divulgação

Será a primeira vez que o arqueiro trabalhará sob o comando do técnico Vagner Benazzi – foto: divulgação

O Nacional tem um novo camisa 1. Na tarde dessa terça-feira (10), o Leão da Vila Municipal apresentou o goleiro João Paulo. Com passagens por clubes como União São João-SP, Icasa-CE, Joinville-SC e Cuiabá-MT, o novo arqueiro leonino chega após disputar o Campeonato Catarinense pelo Brusque, que terminou o certame em 5º lugar. Ele disputará posição com Jonathan e Thiago Regis.

Aos 35 anos, o paulista terá a responsabilidade de ocupar o lugar deixado pelo contestado Roberto Gomes, dispensado no último mês. “Estou feliz em estar aqui no Nacional. Para mim é uma novidade jogar no Estado, nunca tinha vindo para cá. Estou contente porque ouvi boas informações a respeito do clube. Agora é começar os treinos e assim que puder poder estar no campo para conhecer os companheiros”, disse.

Acostumado com o frio de Santa Catarina – Estado por onde atuou nas últimas duas temporadas –, João Paulo acredita que não terá dificuldade para se adaptar ao clima de Manaus. “Ano retrasado eu estive no Cuiabá, disputei a Série C lá e também joguei pelo Icasa, 2013, em Juazeiro do Norte (CE), então eu sou meio que adaptado a isso, acho que em uma semana pronto”, pontuou.

De acordo com João Paulo, pesou na decisão de vestir a camisa do Leão da Vila Municipal a fama de “bom pagador” e a boa estrutura apresentada pelo clube. Será a primeira vez que o arqueiro trabalhará sob o comando do técnico Vagner Benazzi, profissional com o qual nunca havia atuado antes, apenas como adversário. Ele acredita que chega para ser titular da equipe.

“Espero que sim (titularidade). A gente trabalha para isso, sempre respeitando a hierarquia que existe e os companheiros também. A torcida pode esperar muito empenho, vim aqui para conquistar os objetivos, e o do Nacional é Série C. O clube investe para isso e eu vim sabendo da responsabilidade. Podem esperar muita vontade de vencer. Com certeza não vim para passear aqui”, afirmou João Paulo.

Aval

Segundo Benazzi, o grupo de goleiros do Nacional está fechado. Além do recém-contratado João Paulo, o comandante leonino conta Thiago Régis, que fez parte de uma recente lista de dispensa no Leão da Vila Municipal, mas recebeu uma segunda chance da diretoria, e Jonathan, cria do próprio clube, que, inclusive, foi titular no primeiro treino coletivo realizado pelo treinador.

“O Jonathan é um bom goleiro, mas ele pelo que me falou a menina do departamento médico, ele só estará de volta aos treinamentos em seis, sete dias. Então, a gente tem que ter mais um e chegou. ‘Não, mas tem que pôr o da base!’. Goleiro não, goleiro não tem que pôr da base. Ele precisa conhecer muito o gol para poder um dia alcançar a titularidade da equipe. Dos três goleiros, eu acho que teremos tranquilidade, porque são bons goleiros”, destacou o técnico nacionalino.

Por André Tobias

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir