Sem categoria

Nove veículos pesados são autuados em fiscalização do Manaustrans

Segundo o Manaustrans, oito foram autuados na avenida Mario Ypiranga Monteiro e um na avenida Maceió,  ambos na Zona Centro-Sul - foto: Diego Janatã

Segundo o Manaustrans, oito foram autuados na avenida Mario Ypiranga Monteiro e um na avenida Maceió, ambos na Zona Centro-Sul – foto: Diego Janatã

Nove veículos pesados foram autuados na manhã desta segunda-feira (20), durante uma operação do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) para combater o tráfego de carretas e caminhões fora do horário permitido em algumas vias da capital. De acordo com o órgão, a ação tem como objetivo proporcionar mais segurança nos corredores viários que eram utilizados por veículos pesados em horário de pico no trânsito.

Após o período de 15 dias de orientação sobre a nova medida e blitzes educativas, o Manaustrans iniciou na última segunda-feira (13), a implantação da zona máxima de restrição de circulação em mais três avenidas da cidade. Em pouco mais de três horas de fiscalizações, o órgão municipal registrou nove caminhões trafegando nas vias restritas fora do horário permitido.

Segundo o Manaustrans, deste total, oito foram autuados na avenida Mario Ypiranga Monteiro e um na avenida Maceió,  ambos na Zona Centro-Sul. Já na avenida Umberto Calderaro, onde os agentes do Manaustrans também realizaram a fiscalização, não houve registro de irregularidades.

O órgão ainda ressalta que as abordagens ocorrem para que os agentes verifiquem a capacidade de carga do caminhão e o horário de circulação desses veículos. Constatada a irregularidade, o veículo é multado e conduzido para se retirar da zona de restrição.

“Essa medida faz parte do processo de ordenamento da cidade. O condutor tem papel fundamental para que o disciplinamento do trânsito tenha resultados positivos. Com o cumprimento das normas, todos ganham com um trânsito mais seguro”, destacou o diretor presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar em veículos com dimensões ou cargas superiores aos limites estabelecidos legalmente ou pela sinalização é infração grave, equivalente a cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), com multa no valor de R$ 127,69 e retenção do veículo.

O caminhão que circular em locais e horários não permitidos pela regulamentação será autuado em infração média, com multa de R$ 85,13 e mais quatro pontos na CNH.

O Manaustrans salientou que, além das avenidas Mario Ypiranga, Umberto Calderaro e Maceió, a restrição de circulação de carretas já foi implantada pela atual gestão da prefeitura de Manaus nas avenidas Djalma Batista, Constantino Nery e em dez ruas do Centro da cidade.

Restrição

Avenida Mario Ypiranga Monteiro.

O Manaustrans explica que veículos até 8 toneladas tem livre circulação na via. Já os de 8 a 16 toneladas, a circulação é restrita no horário de 6h às 9h. Para os caminhões e carretas com o peso superior acima de 16 toneladas, a proibição se estende das 6h às 20h. Na avenida Umberto Calderaro (antiga Paraíba), as restrições para veículos de 8 a 16 toneladas é no horário de 17h às 20h. Veículos acima de 16 toneladas a restrição vigora das 6h às 20h.

Já na avenida Maceió, caminhões e carretas até 16 toneladas tem livre circulação. Acima desse peso, a circulação fica proibida das 6 às 20h.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir