Dia a dia

Nove pessoas são presas suspeitas do assassinato de irmãos, em Manaus

O caso está sendo investigado na Delegacai Especializada em Homicídios e Sequestros  - foto:Arthur Castro

O caso está sendo investigado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros – foto:Arthur Castro

Um grupo de nove pessoas foi detido ontem, suspeito de participar da morte dos irmãos Eglesson da Silva Campinas, o “Dezenove”, 35, e Edson da Silva Campinas, 33. Dois adolescentes confessaram envolvimento no crime. De acordo com familiares, as vítimas foram torturadas antes de serem mortas e enterradas em um ramal no quilômetro 24 da AM-010 (Manaus-Itacoatiara).

O delegado da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS) Ivo Martins revelou apenas o apelido e primeiro nome dos detidos. Segundo ele, disse Dedê é o líder do grupo. Os outros presos são: Maikão, Igo, Hugo, Miro, Darley e Samuel. Uma mulher identificada como ‘Ivana’ foi citada pela família das vítimas como uma das participantes da ação criminosa.

Ainda conforme o Ivo Martins, a polícia trabalha com duas frentes de investigação. “Conseguimos informações das motivações, mas isso não será repassado à imprensa”, disse. “Já colhemos depoimentos de algumas pessoas. Achamos o carro que levou as vítimas até o ramal, quem emprestou a arma e os dois suspeitos que nos levaram até o local onde eles (irmãos) estavam”, disse.

Martins declarou que a motivação do crime pode estar relacionada à recusa dos irmãos em integrar o grupo de criminosos.

Por Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir