Mundo

Nova York terá Ano-Novo com segurança reforçada após ataques em Paris

Noa iorque

A festa da virada, com shows ao vivo de artistas como Jessie J, Carrie Underwood e Demi Lovato, deve receber cerca de 1 milhão de pessoas, a maioria turistas. foto: divulgação.

Nova York preparou um plano de segurança “mais amplo do que nunca”, com cerca de 6.000 policiais, para a festa de Ano-Novo na Times Square, disse o prefeito da cidade Bill de Blasio nesta terça-feira (29).

A festa da virada, com shows ao vivo de artistas como Jessie J, Carrie Underwood e Demi Lovato, deve receber cerca de 1 milhão de pessoas, a maioria turistas.

Em meio à preocupação por possíveis ameaças terroristas contra a cidade, o prefeito afirmou que nesta sexta-feira (31) haverá nas ruas um “enorme número de policiais”, incluindo mais de 500 homens de uma nova unidade antiterrorista.

“Entendo que todo mundo está preocupado e quero que todos saibam que o Departamento de Polícia de Nova York está preparado e que as medidas de segurança para a chegada do Ano Novo foram mais amplas do que nunca”, afirmou o prefeito em um comunicado pelo rádio.

Segundo o departamento de polícia, quem for comparecer à festa não poderá levar mochilas, bolsas ou álcool.

Nova York vai celebrar o Réveillon com um espetáculo de várias horas na Times Square, onde turistas e moradores disputam espaço na multidão para ver a descida da famosa bola que marcará o início de 2016, uma tradição iniciada em 1907. De Blasio e um convidado especial, cuja identidade ainda não foi revelada, encabeçarão a contagem final de 60 segundos para a meia-noite.

“Já passei a virada na Times Square uma vez e não pretendo ir de novo. Cheguei ao meio-dia e já não cabia um alfinete. Doze horas sem poder comer, esticar as pernas ou ir ao banheiro”, contou Carlos, um espanhol que vive há três anos em Nova York.

Apesar da enorme quantidade de pessoas, muitos resolvem experimentar a virada do ano na “Big Apple”. “É preciso fazer isso pelo menos uma vez na vida”, disse Gabriela, uma hondurenha que passeava pela Times Square.

Há opções melhores do que tentar um espaço no meio do povo, como Carlos. Quem não tiver problemas orçamentários pode se aventurar a pagar pelo menos US$ 400 por pessoa para assistir à festa em um dos restaurantes da região, segundo o jornal “The New York Post”. Esse é o preço cobrado pelo Olive Garden, que só garante, no entanto, uma “visão limitada” do espetáculo.

Em outros locais o preço é muito mais alto. No Bubba Gump Shrimp é preciso desembolsar US$ 799 por pessoa, apesar de um prato no restaurante, criado em homenagem ao filme “Forrest Gump”, custar normalmente cerca de US$ 15.

Quinze minutos depois da festa e do “beijo do Ano-Novo”, tem início outra grande tarefa: a dos funcionários de limpeza urbana. Afinal, a Times Square tem que continuar sendo a Times Square no dia seguinte.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir