Dia a dia

Nova paralisação de ônibus é registrada e presidente dos rodoviários chama empresa de ‘caloteira’

Cerca de 80 carros ficam parados prejudicando 13 linhas que circulam nos bairros | Alberto Cesar Araujo

Parte dos ônibus da empresa Via Verde que circulam nos bairros Petrópolis, Augusto Montenegro e Bairro da Paz começaram a circular com atraso no fim da madrugada e início da manhã desta quinta-feira (13) por causa de uma paralisação realizada por funcionários da empresa.

De acordo com informações do Sinetram, a paralisação promovida por motoristas e cobradores da Via Verde começou por volta das 6h. Ao todo, cerca de 80 carros de 13 linhas ficaram parados.

Segundo o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges, o sindicato vai acionar a justiça para que sejam tomadas as devidas providências. Borges destacou que nem o Sinetram nem a empresa foram notificados sobre o motivo da greve. A multa que os rodoviários podem pagar é de R$ 100 mil por hora.

Rodoviários

De acordo com o presidente do Sindicato Rodoviários, Givancir Oliveira, a paralisação que ocorreu na manhã de hoje foi independente e nenhum membro do sindicato esteve no local.

“O que houve foi problema da empresa, o sindicato não tem como intervir nos terminas da cidade inteira, o sindicato não atravessou carro em lugar nenhum. Isso é incompetência da empresa que não deve ter pago os funcionários, deve ter dado pino. A empresa é caloteira e os rodoviários estão fazendo justiça com as próprias mãos agora. Não pagou hora extra, FGTS, INSS, e por esse motivo os companheiros devem ter se revoltado e feito uma paralisação de advertência,” explicou o presidente do sindicato.

A reportagem tentou contato com a Via Verde através do telefone xxxx-2200, mas a atendente deixou o repórter esperando por mais de três minutos na linha. Depois disso as ligações não foram mais atendidas.

Paralisações

Apenas em 2017 já foram registradas 43 paralisações. No final do mês de junho, membros do Sindicato dos Rodoviários realizaram cinco paralisações, prejudicando, em média, 100 mil pessoas por dia. O transporte coletivo de Manaus opera com dez empresas, 221 linhas, e transporta 800 mil pessoas por dia.

Elias Pedroza
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir