Economia

Nova diretoria do Sindframa toma posse nesta sexta-feira

A posse está programada para iniciar às 9h30, no Auditório Floriano Pacheco, na sede da Suframa, Zona Sul - foto: divulgação

A posse está programada para iniciar às 9h30, no Auditório Floriano Pacheco, na sede da Suframa, Zona Sul – foto: divulgação

Toma posse nesta sexta-feira (20) a nova diretoria do Sindicato dos Funcionários da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Sindframa), que estará à frente da entidade nos próximos dois anos. Liderada pelo economista Gilvânio Paiva, a diretoria  é  composta por outros 23 membros  e terá o desafio de garantir a aprovação no Congresso Nacional do Projeto da Lei 4253/2015, que trata, entre outros pontos, do reajuste salarial da categoria.

A posse está programada para iniciar às 9h30, no Auditório Floriano Pacheco, na sede da Suframa, Zona Sul. Parlamentares e representantes de outros sindicatos no Amazonas confirmaram presença no evento.

Os novos diretores foram escolhidos na eleição do sindicato, que aconteceu no dia 20 de abril, e contou com uma única chapa de coalizão. Formada por representantes de diversas correntes políticas existentes na Suframa, a chapa teve o papel de absorver e sistematizar as diversas ideias e propostas de fortalecimento do Sindframa e da própria autarquia. Todas elas passam pela necessidade de melhorar a remuneração dos servidores.

A prioridade do sindicato, nesse momento, é mobilizar os parlamentares dos Estados das Amazônia Ocidental para garantir a agilidade na tramitação do PL 4253/2015. O projeto encontra-se na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara Federal aguardando relator. O projeto deve passar por outras quatro comissões antes de ser votada pelo plenário. Depois desse processo, o PL será enviado ao Senado.

Entre as propostas da nova diretoria também estão a assinatura de convênios médicos e jurídicos para beneficiar os associados, um pleito antigo da categoria. Melhorar a comunicação com as unidades descentralizadas e garantir a melhoria das condições de trabalho dos servidores que atuam nessas áreas também surgem como desafios dos novos diretores do Sindframa.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir