Mundo

Nobel de medicina vai para criadores de terapias contra verminose e malária

O Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2015 foi para os cientistas William Campbell e Satoshi Omura pelas descobertas de novos tratamentos contra verminoses. Eles dividirão o prêmio com a cientista chinesa Youyou Tu, pela descoberta de novas terapias contra malária.

O anúncio foi feito pelo comitê responsável pelo prêmio, ligado ao Instituto Karolinska, na Suécia, nesta segunda-feira (5).

A descoberta da droga avermectina por Campbell e Omura permitiu o tratamento de verminoses como a oncocercose e a filariose, de acordo com Hans Forssberg, especialista do comitê. A chinesa Youyou Tu descobriu a droga artemisina, proveniente da planta artemísia, que reduziu a mortalidade de pacientes que sofrem com malária.

Estima-se que um terço da população mundial seja afetada por verminoses e que 100 milhões tenham elefantíase, uma doença estigmatizante que provoca grande inchaço dos membros. Mais de 450 mil pessoas morrem por ano por causa da malária, especialmente crianças.

As três doenças – elefantíase, oncocercose e malária- afetam majoritariamente regiões tropicais do mundo, como a América do Sul, África, Índia e China. De acordo com o comitê, por conta das descobertas dos laureados deste ano, essas doenças estão a caminho da erradicação.

NATURAIS

As drogas descobertas foram produzidas a partir de bactérias Streptomyces avermitilis, bactérias presentes no solo e difíceis de cultivar em laboratório, no caso de Campbell e Omura, e a partir da artemísia, uma planta da medicina tradicional chinesa, no caso de Tu.

Os vencedores dividirão 8 milhões de coroas suecas, o equivalente a R$ 3,8 milhões. O dinheiro provém de um fundo deixado pelo patrono do prêmio, Alfred Nobel (1833-1896), inventor da dinamite. Os prêmios são distribuídos desde 1901.

No ano passado, foram escolhidos como ganhadores três pesquisadores que descreveram as bases neurológicas da localização no espaço -o “GPS mental”.

380 INDICADOS

Foram recebidas 380 indicações para o Prêmio Nobel em Fisiologia ou Medicina do ano de 2015. A escolha do vencedor do mais importante prêmio da área é realizada por um grupo de 50 pesquisadores ligados ao Instituto Karolinska, escolhido por Alfred Nobel em seu testamento para eleger aquele(s) que tenha(m) feito notáveis contribuições ao futuro da humanidade para receber a láurea.

Entre as descobertas premiadas no passado estão a descoberta da estrutura do DNA por James Watson, Francis Crick e Maurice Wilkins (1962), a da penicilina por Fleming e outros (1945), a do ciclo do ácido cítrico por Hans Krebs (1953), e a da estrutura do sistema nervoso por Camillo Golgi e Santiago Ramón y Cajal (1906).

PRÓXIMOS PRÊMIOS

Na terça (6) e na quarta (7) serão anunciados os prêmios nas áreas de física e de química, respectivamente. Os dois são distribuídos pela academia real sueca de ciências.

Na sexta (9) será anunciado o Nobel da paz, pelo comitê norueguês responsável pelo prêmio. Na segunda (12), o prêmio de economia será anunciado pela Academia Real Sueca de Ciências.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir