Esportes

No vôlei de praia, Alison e Bruno vencem, vão à final e mantêm tradição brasileira

Campeões mundiais em 2015, os brasileiros chegam à final após cinco vitórias e uma derrota -esta, na fase de classificação.

Campeões mundiais em 2015, os brasileiros chegam à final após cinco vitórias e uma derrota -esta, na fase de classificação – foto: reprodução Twitter Time Brasil

Os brasileiros Alison, 30, e Bruno Schmidt, 29, venceram na tarde desta terça-feira (16) a dupla holandesa Brouwer e Meeuwsen, por 2 sets a 1 (parciais de 21/17, 21/23 e 16/14), e estão classificados para a final do vôlei de praia nos Jogos do Rio. A decisão acontece na quinta (18), às 23h59.

Assim, o Brasil mantém uma tradição: desde que a modalidade entrou nos Jogos Olímpicos, em Atlanta-1996, ao menos uma dupla brasileira disputa a medalha de ouro nas areias.

O próprio Alison foi finalista em Londres-2012, ao lado de Emanuel, e ficou com a prata. Bruno, sobrinho do ex-jogador de basquete Oscar, estreia em Olimpíadas. O tio, apesar de ser o maior cestinha da história olímpica, nunca conquistou uma medalha, que a família Schmidt agora já tem garantida.

No equilibrado jogo contra os holandeses, Alison e Meeuwsen fizeram um duelo à parte. Com 2,03 m, o capixaba apelidado de Mamute parou o ataque adversário doze vezes nesta semifinal, enquanto o holandês de 2,07 m conseguiu dez.

Além da força em quadra, era Alison também quem agitava a torcida na arena em Copacabana, sempre pedindo gritos e aplausos em momentos mais tensos do jogo, como nos quatro match-points salvos pelos holandeses no segundo set. Após o péssimo final de set anterior, os brasileiros voltaram a atuar bem para fechar o terceiro e o jogo.

Campeões mundiais em 2015, os brasileiros chegam à final após cinco vitórias e uma derrota -esta, na fase de classificação.

Na decisão, na próxima quinta-feira (18), eles enfrentam os vencedores da partida entre a dupla italiana Nicolai/Lupo e a russa Semenov/krasilnikov.

Em cinco edições do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos, somados homens e mulheres, o Brasil tem dois ouros, seis pratas e três bronzes. É o país com mais medalhas, mas os EUA, com nove no total, têm seis de ouro.

Ricardo e Emanuel tem um ouro, uma prata e um bronze cada. Alison, com sua prata, pode igualar os compatriotas em ouro também, e levar Bruno junto a esse clube de campeões.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir