Mundo

No Brasil, bandeira confederada é enfeite para motociclistas e roqueiros

A bandeira dos Estados Confederados da América, considerada racista nos EUA devido à sua ligação com o passado de escravidão e à apropriação por grupos supremacistas, é usada como enfeite por motociclistas e roqueiros no Brasil.

A polêmica em torno do símbolo do grupo do Sul na Guerra de Secessão (1861-1865) voltou à tona na última semana, quando um militante racista matou nove fiéis negros de uma igreja de Charleston, na Carolina do Sul.

Desde que o autor, Dylann Roof, apareceu em fotos na internet posando com a bandeira, houve forte pressão política por sua proibição. Isso fez redes varejistas como Amazon, eBay e Walmart suspenderem sua venda.

No centro de São Paulo, porém, a bandeira confederada pode ser observada em lojas da região da alameda Barão de Limeira, especializada em artigos para motociclistas, e na Galeria do Rock, na avenida São João.

A reportagem da Folha de S.Paulo encontrou o símbolo pintado na fachada de uma loja e estendido em uma prateleira de um stand de acessórios. A bandeira para amarrar na moto pode ser comprada em outras duas lojas da região.

Segundo os vendedores, são poucos os motociclistas que as compram se comparada com as bandeiras de São Paulo e do Brasil. Os funcionários das lojas disseram não saber o significado da bandeira confederada.

Na Galeria do Rock, lojas exibem cintos, camisetas e bandanas com o símbolo do sul americano. Ela aparece ao lado de flâmulas oficiais de Estados Unidos, Reino Unido e Jamaica, mais comuns nas ruas da capital paulista.

GANGUES

Todas as lojas de moto visitadas em São Paulo que apresentavam o símbolo dos Estados Confederados da América eram do estilo custom, cuja marca mais popular é a americana Harley-Davidson.

As motos da fabricante são as favoritas das gangues de motociclistas dos EUA. Algumas usam a bandeira em seus escudos, não necessariamente com caráter supremacista. Outras chegam chegam a disputar entre si o símbolo.

O direito de usar a bandeira confederada foi um dos motivos para uma briga entre as gangues Bandidos e Cossacks em Waco, no Texas. O encontro, em 18 de maio, terminou em uma batalha campal com nove mortos e 160 presos.

A flâmula ainda é associada ao country, popular no sul americano, e ao rock vindo dos antigos Estados confederados. Bandas como Lynyrd Skynyrd e Allman Brothers já a usaram em shows e clipes, não fugindo da polêmica.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir