Dia a dia

No AM, 380 mil estudantes da rede pública estadual participam das avaliações da OBMEP

Chegando à 12ª edição, a OBMEP é promovida anualmente pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e Ministério da Educação - foto: divulgação

Chegando à 12ª edição, a OBMEP é promovida anualmente pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e Ministério da Educação – foto: divulgação

Para estimular e promover o aprendizado das ciências exatas nas escolas brasileiras de Educação Básica, nesta semana, foram realizadas, em todo o País, as avaliações da 1ª fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). No Amazonas, 380 mil estudantes matriculados na rede pública estadual de ensino participam da competição educativa.

Chegando à 12ª edição, a OBMEP é promovida anualmente pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e Ministério da Educação, em parceria com o Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (Impa) e Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). No Amazonas, a mobilização para participação dos estudantes conta com o apoio do Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Aberta para participação de estudantes matriculados no ensino fundamental (do 6º ao 9º ano) e também do ensino médio (1ª a 3ª série), a OBMEP tem como objetivos estimular e promover o estudo da Matemática, contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica, identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas. Também são objetivos da competição educativa: incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas e contribuir para a integração das escolas públicas com as universidades e institutos de pesquisa, além de promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

De acordo com o gerente do Ensino Fundamental 2 da Seduc, professor Eriberto Façanha, a Obmep é uma competição educativa consolidada nacionalmente e que oportuniza o aprendizado e o aperfeiçoamento dos estudantes no segmento da Matemática. “A olimpíada estimula o aprendizado e leva os alunos a um maior interesse pelo conteúdo que é ministrado em sala de aula. O pensamento matemático, o desenvolvimento cognitivo e o raciocínio lógico são algumas habilidades trabalhadas na competição”, afirmou.

Em 2016, 380 mil estudantes de aproximadamente 400 escolas públicas estaduais participam da 1ª fase da OBMEP. Uma das unidades públicas estaduais de ensino que participam da OBMEP é a escola estadual de tempo integral Djalma da Cunha Batista, onde aproximadamente 1,1 mil alunos participaram da avaliação.

O gestor da escola, Orlando Moura, destaca a importância da realização das provas. “Além dos alunos praticarem por meio da avaliação o que é ensinado em sala de aula, o ponto principal da realização das provas da Obmep está no diagnóstico e dos resultados que serão obtidos. De acordo com o desempenho dos alunos nas provas, iremos nos reunir, avaliar aquele conteúdo em que os estudantes tiveram mais dificuldades e trabalharemos reforçadamente, repassando o conteúdo e explicando-o novamente para melhorar a aprendizagem dos alunos”, explicou.

Duas etapas

Em 2016, a OBMEP será organizada em duas fases. Na primeira, serão aplicadas provas com 20 questões objetivas (de múltipla escolha). A segunda fase, para os alunos classificados na primeira avaliação, está agendada para o dia 10 de setembro, com provas dissertativas.

A 12ª edição da OBMEP premiará estudantes com medalhas de ouro, prata, bronze e menções honrosas. Também serão premiadas escolas e Secretarias de Educação que se destacam em virtude do desempenho dos alunos.

Na edição de 2015 da OBMEP, a rede pública estadual de educação do Amazonas registrou a conquista de quatro medalhas de ouro, 13 medalhas de prata, 86 medalhas de bronze, totalizando 103 medalhas, além de 582 menções honrosas.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir