Dia a dia

Negro subiu 1 metro e 40 cm nos últimos 15 dias; 19 cm apenas em um dia

O Rio Negro está com 4 metros abaixo do mesmo período do ano passado, quando a cota era de 25,04 metros.  - foto: divulgação

O Rio Negro está com 4 metros abaixo do mesmo período do ano passado, quando a cota era de 25,04 metros – foto: divulgação

O nível do Rio Negro subiu 1 metro e 40 centímetros nos últimos 15 dias, sendo que somente na noite dessa quarta-feira (9), até amanhã desta quinta (10), subiu 9 centímetros e atingiu a 21,04 metros.

O chefe do Serviço de Hidrologia do Porto de Manaus, Valderino Pereira da Silva, informou que o período da enchente já está normalizado e que não corre risco de volta a secar. O Rio Negro está com 4 metros abaixo do mesmo período do ano passado, quando a cota era de 25,04 metros.

“O recuo que o rio teve no mês de fevereiro, que durante 20 dias, secou 53 centímetros, mas agora ele já está no curso normal e deve encher até meados de junho a julho”, disse.

Questionado sobre o tamanho da enchente deste ano, Valderino Pereira falou que até o momento não pode afirmar se vai ser uma grande ou pequena cheia.

“No momento, não podemos afirmar se vai ser uma grande ou pequena cheia, preciso observar como o rio vai se comportar nos próximos dias, mas, se ele continuar subindo do jeito que subiu de ontem para hoje, podemos presumir que será uma cheia de media a grande”. concluiu.

Estiagem

Mesmo com a subia dos rios, quatro municípios do Amazonas permanecem em situação de emergência, por conta da estiagem, conforme a Defesa Civil do Estado.

São Gabriel da Cachoeira e Santa Izabel do Rio Negro, na calha do Alto Rio Negro, foram as últimas cidades a entrarem em situação de emergência. Presidente Figueiredo, por conta da estiagem, e Barcelos, por conta das intensas queimadas, já haviam decretado situação de emergência anteriormente.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir