Mundo

Nasce primeiro bebê com microcefalia provocada pelo zika na Europa

Uma mulher infectada pelo zika vírus deu à luz nesta segunda-feira (25), na Espanha, o primeiro bebê com microcefalia nascido na Europa, informaram os responsáveis do hospital em Barcelona onde o nascimento ocorreu.

Trata-se do primeiro caso na Europa de microcefalia vinculada à epidemia do zika vírus, informaram as mesmas fontes. Anteriormente um feto com microcefalia provocada pelo vírus havia sido detectado na Eslovênia, mas na ocasião os pais decidiram abortar.

A mulher contraiu o zika em uma viagem a um país estrangeiro, mas as autoridades mantiveram sigilo sobre o país em questão.

O bebê, cujo sexo não foi revelado por razões de privacidade, está sendo “monitorado” constantemente e os primeiros testes realizados confirmaram que “possui uma circunferência do crânio menor do que a habitual e tem microcefalia”, acrescentou.

A microcefalia é uma malformação grave e irreversível caracterizada por um tamanho anormalmente pequeno do crânio no recém-nascido e por déficits neurológicos associados.

O parto foi realizado após 40 semanas de gravidez.

A Espanha é um dos países europeus mais afetados pela epidemia de zika, que atinge principalmente a América Latina e o Caribe. A população originária destas áreas representa 21,8% de todos os estrangeiros no país, e por isso as viagens são frequentes a essas regiões.

De acordo com dados do ministério da saúde de 22 de junho, no país existem 190 pessoas infectadas com o vírus. Todas elas contraíram a doença em viagens a áreas com zika, exceto em um caso de transmissão sexual na região de Madri.

Essa epidemia de zika, um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, apareceu na América Latina em 2015 e rapidamente se espalhou por toda a região. O país mais afetado é o Brasil.

Na semana passada, o primeiro caso de microcefalia associado ao zika em Nova York foi detectado. A mãe da criança também havia viajado para uma região onde o vírus se encontra ativo.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir